Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

PJ de Portugal renova protocolo com congénere de Cabo Verde para partilha de informação

Praia, 12 Mai (Inforpress) – A Polícia Judiciária (PJ) de Portugal renovou hoje a sua cooperação com a congénere de Cabo Verde, para aumentar e facilitar a partilha de informação para fazer face à criminalidade organizada transnacional.

O protocolo foi assinado entre o director da Polícia Judiciária de Cabo Verde, António Sebastião Sousa, e o director nacional da Polícia Judiciária de Portugal, Luís Neves, que esteve por videoconferência, no âmbito das comemorações do 28º aniversário da polícia científica cabo-verdiana.

Segundo o director da PJ de Cabo Verde, o protocolo vem renovar a parceria com a sua congénere de Portugal, para aumentar e facilitar a partilha de informação, na cooperação operacional para os órgãos de polícia criminal.

António Sebastião Sousa sublinhou que a PJ portuguesa é uma instituição que sempre apadrinhou e acompanhou o crescimento da Polícia Judiciária de Cabo Verde.

“Para nós é uma instituição muito importante e a assinatura do protocolo hoje é um sinal de confiança na nossa instituição”, sublinhou o director da polícia científica de Cabo Verde, que enalteceu a cooperação internacional para fazer face à criminalidade organizada transnacional.

“Sem a cooperação internacional não podemos estar em condições de fazer face a essa realidade criminal tão complexa”, admitiu o mesmo responsável.

Numa declaração por videoconferência, o director nacional da Polícia Judiciária de Portugal, Luís Neves, considerou que assinatura do protocolo é uma questão de “afecto mútuo”, que espelha a relação institucional, mas também a “alma e coração” de todos os agentes da corporação portuguesa.

“É com muita hora que me faço presente neste ato, na senda de uma frutífera cooperação interinstitucional e entre as nossas polícias judiciárias, que hoje será reforçada com a assinatura do memorando, um ato de cooperação, que acabamos de assinar, documento este com foco no presente e sobretudo no futuro”, salientou.

A PJ de Cabo Verde está a assinalar o seu 28º aniversário com várias actividades, que incluem assinatura de protocolos com outras instituições, lançamento de um livro sobre 25 anos de história, realização de uma conferência sobre as competências de órgãos da polícia criminal.

A PJ de Cabo Verde foi criada a 12 de Maio de 1993 e tem actualmente 266 funcionários.

Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos