Pierre Franklin Tavares apresenta sexta-feira na Praia a obra “Poésie et créole chez Eugénio Tavares”

Cidade da Praia, 24 Mai (Inforpres) – O filósofo, historiador e linguista Pierre Franklin Tavares faz, esta sexta-feira, na Biblioteca Nacional, Cidade da Praia, a apresentação da sua obra intitulada “Poésie et créole chez Eugenio Tavares”.

A apresentação do livro, que acontece no âmbito da comemoração dos 150 anos do nascimento do patrono da cultura cabo-verdiana, destaca o intelectual bravense como o fundador da poetologia nacional nos versos, na métrica, na crioulização da poesia e na concepção da morna.

Em declarações à Inforpress, o autor da obra considerou Eugénio Tavares como “um dos grandes poetas” do continente africano e “um dos maiores intelectuais” do país.

“Eugénio Tavares é um intelectual que sai da finitude, de uma forma pelo menos insolente, para dizer por um salto defensivo que o leva e coloca, desde o início, no amor, que não é infinito, mas que ‘está’ acima do ser”, asseverou.

Eugénio Tavares, segundo Pierre Franklin Tavares, foi o “único gênio” que teve a “intuição brilhante” de colocar em métricas poéticas o Amor no idioma crioulo de Cabo Verde.

É por este motivo, sublinhou, que o livro que hoje será apresentado ao público praiense vai homenagear e revelar os poemas de Eugénio Tavares, que ainda mantém no seu segredo relações como a doença do amor e sua resposta ao amor do amado.

“Este trabalho tem como objectivo reavivar, dentro da vasta área de língua portuguesa, estudos de um trabalho que ainda precisa ser pensado e pretende, também, dar a conhecer ao público francófono, um dos maiores poetas africanos”, afirmou.

O livro “Poésie et créole chez Eugénio Tavares” está estruturado em duas partes, sendo que a primeira realça a poesia (ciência da poesia), pois, para o autor ninguém pode capturar o trabalho de Eugénio Tavares se não tiver um mínimo de ferramentas poéticas, especialmente regras principais e técnicas de versificação Português e Francês.

A segunda parte da obra, indicou, retrata um breve ensaio sobre métricas poéticas e ideias maléficas sobre o amor, assim como estabelecido na Morna do mesmo título.

Residente há vários anos em Paris (França), Pierre Franklin Tavares é filho de pais cabo-verdianos, nasceu em Dakar a 19 de Janeiro de 1956, é filósofo, historiador e linguista.

Desempenhou uma longa carreira como consultor independente, politólogo, conferencista e autor de vários artigos e obras, entre os quais “Science de la Ban-Lieue”, “Le livre des Sodades”, “Sur la crise ivoirienne” e “Nicolas Sarkozy: relire le discours de Dakar”.

PC/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos