Partido Popular pede demissão do ministro da Agricultura e Ambiente

Cidade da Praia, 09 Jun (Inforpress) – O presidente do Partido Popular (PP) pediu hoje a demissão do ministro da Agricultura e Ambiente por falta de “estratégia e acção” no que tange ao Programa de Emergência para a Mitigação da Seca e Mau Ano (PEMSAA).

Amândio Barbosa Vicente fez este pedido em declarações à Inforpress, após a visita de auscultação e informação que o partido fez na manhã deste sábado, no concelho de São Lourenço do Órgãos (interior de Santiago).

“Escutamos as preocupações das pessoas no âmbito da mitigação do programa para mau ano agrícola e o que ficamos a saber é que este programa não surtiu nenhum efeito. Tanto assim é que Cabo Verde já está na lista de países a necessitar de assistência alimentar externa”, disse.

Perante esta situação, asseverou o líder do PP, o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, já deveria ter pedido demissão, pois sublinhou, ele, assim como o seu governo, “não conseguiu dar respostas às necessidades do povo destas ilhas”.

Ainda segundo Amândio Barbosa Vicente, a população de São Lourenço do Órgãos reclamou o facto do Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, aquando da sua deslocação ao interior de Santiago para auscultar a população, ter prometido falar com o Governo, mas que até agora “nada mudou”.

“A situação é tão preocupante, que já há famílias a passarem fome. Por isso, quando Ulisses Correria e Silva [primeiro-ministro] diz que o país não está em situação de emergência alimentar isto tem muito que se lhe diga”, ressalvou.

Segundo o presidente do PP, “o armazém pode até estar cheio de alimentos, mas se o povo não tiver dinheiro para comprar-lho de nada serve que esteja cheio”.

PC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos