Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Participação de 10 empresas cabo-verdianas na Web Summit 2021 representa um investimento na promoção do País – Governo

Cidade da Praia, 26 Out (Inforpress) – O Secretário de Estado para Economia Digital, Pedro Lopes, afirmou hoje que a participação de 10 empresas cabo-verdianas na Web Summit 2021 representa uma oportunidade para os jovens e um investimento do Governo na promoção de Cabo Verde.

O governante fez estas afirmações, em declarações à imprensa, à margem do encontro de abertura da GoGlobal 2021, realizado na Cidade da Praia, com o objectivo de partilhar informações essenciais da Web Summit 2021, que acontece em Lisboa, de dias 01 a 06 de Novembro.

O GoGlobal, que tem como propósito desenvolver um ambiente propício para o empreendedorismo tecnológico, representa um esforço conjunto entre o Governo e entidades públicas e privadas, ao nível nacional.

O responsável pela pasta da Economia Digital asseverou que, apesar de uma conjuntura difícil, o Governo quis continuar a dar oportunidades a jovens cabo-verdianos, materializando a participação dos mesmos numa das maiores feiras tecnológicas do mundo.

“Foram mais de 30 empresas de diversas ilhas que se candidataram, selecionamos 10. É uma oportunidade óptima para eles conectarem com outros empreendedores que estão a fazer coisas fantásticas lá fora, perceber também os desafios que eles têm aqui em Cabo Verde, e poder melhorá-los e este é o nosso objectivo”, declarou, informando que a participação de Cabo Verde na referida feira está orçadoa em mais de 100 mil euros.

De acordo com este responsável, para além da participação das startups cabo-verdianas, o executivo quis igualmente apostar na promoção do País, salientando que Cabo Verde é um dos poucos países africanos com stand representado no referido evento.

“Queremos mostrar uma pesrpectiva mais alargada do que é o digital em Cabo Verde, não só na área do empreendedorismo, mas também a nossa aposta naquilo que é a conectividade e capital humano”, realçou, destacando a importância de Cabo Verde marcar presença no evento.

Pedro Lopes lembrou que esta é a segunda vez que Cabo Verde está a participar, tendo ressalvado que isto irá permitir ao país ter mais experiência e melhorar a sua participação.

“É importante marcarmos presença na maior feira tecnologia do mundo. São alguns dias, onde os jovens vão poder mostrar aquilo que valem e aprender com os outros, aliás é importante fazer referência que fizemos toda a preparação desses jovens que foram selecionados, já estão há 10 dias a receber apoio de formação para que quando chegarem ao web summit possam ter o impacto verdadeiro”, acrescentou.

Mostrou-se, por outro lado, optimista que, para além do turismo, ter uma economia, que é assente naquilo que a sustentabilidade, tecnologias de informação e uma economia virada para o mar, a participação vai trazer resultados para o país, reconhecendo no entanto a necessidade de mais investimentos para o alcance dos objectivos

A empresas seleccionadas são: Power Solutions – TryOn, Pratex – Eficácia é a nova norma, All Seven – Love it do it, Makaron – Casas Morabeza, ProTour – TuriGame, Chuva.io – Samba, Silfer Bots – Faxi, One Technology – Help Her, Bluetech – Medicare e Enernova – Empresa de Energias Renováveis.

A Web Summit é a maior conferência da Europa em tecnologias, realizada anualmente desde 2009. A empresa foi fundada por Paddy Cosgrave, David Kelly e Daire Hickey.

O tema da conferência é centrado na tecnologia da internet e os participantes vão desde empresas da Fortune 500 até às pequenas empresas de tecnologia.

CM/JMV
Inforpress/Fim.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos