Pároco de Achada Santo António anuncia novidades nas celebrações de Santo António

Cidade da Praia, 11 Jun (Inforpress) – O pároco de Achada Santo António anunciou hoje novidades na celebração, segunda-feira, 13, da procissão de Santo António que será marcada pela comunidade em duas fases e em todo o bairro.

“Há dois anos que não realizamos a procissão devido à situação da covid-19, mas este ano, embora estejamos ainda com o vírus, vamos celebrar o Santo devoto dos achadenses em duas fases e levando o altar a toda a comunidade do bairro”, disse Constantina Bento.

Segundo o sacerdote, o que se quer este ano é dar a festa de Santo António um carácter de “união”, com uma nova programação, em que o Santo devoto irá abranger todo o bairro, com o início de actividades no domingo,12, com uma procissão no período de tarde, que irá percorrer a parte de Achada Riba, Kelém e regresso à capela.

Já no dia 13, explica, realizar-se-á a procissão tradicional que sai da capela, percorre as ruas do Brasil e regressará à capela.

No dia 12, aclarou o religioso, após a procissão da zona de Achada Riba, vai-se realizar uma vigília de Santo António, com entoação de cânticos propostos pela igreja e nunca antes feito na ASA.

No fim, frisou, está prevista a actuação de luminária com a participação de um grupo de São Nicolau.

“São aspectos novos, nunca antes feito, mas vai ser com todo o cuidado necessário já que a covid-19 ainda está entre nós”, indicou, salientando que a celebração de Santo António, pela primeira vez, vai ter presente o bispo, enquanto cardeal, para celebrar a missa.

Referiu ainda que este ano não vai ser realizado o casamento de Santo António, porque não houve noivos que se disponibilizaram para este acto de fé, apesar da ideia ter sido lançada na igreja da ASA há já algum ano.

Para celebrar o Santo devoto, o padre Constantina Bento apela a todos a fazerem-na com entusiasmo, mas com cuidado porque covid-19 ainda está entre nós.

“Santo António é um homem fiel a Deus, um justo e uma luz, que aceita levar a luz aos outros, pelo que convido os achadenses a aceitarem levar a luz que possuem aos outros”, disse, convidando a todos a se empenharem nisso para uma maior libertação.

Até hoje, o pároco de Achada Santo António informou que cerca de 130 juízes da festa tinham cumprido com o seu dever perante o devoto, mas diz esperar mais até segunda-feira.

Nascido em uma nobre família portuguesa, Fernando António de Bulhões, conhecido como Santo Antônio de Pádua, entrou para a história. Natural de Lisboa, Portugal, viveu o radicalismo dos estudos e uma vida de oração. Com conhecimento e grande poder de pregação, tornou-se discípulo de São Francisco de Assis e, com ele, aprendeu a viver uma vida de entrega aos mais necessitados.

Muito além do famoso título de santo casamenteiro, Antônio tornou-se padroeiro das coisas perdidas, dos pobres e ficou conhecido, também, como santo dos milagres. Actualmente, é um exemplo a ser conhecido e imitado por centenas de fiéis católicos que, hoje, celebram o dia a ele devotado.

PC/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos