Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Parlamento: UCID sugere aposta na agricultura e no sector marítimo para ultrapassar os problemas colocados pela pandemia

Cidade da Praia, 24 Jun (Inforpress) – O presidente da União Cabo-Verdiana Independente e Democrática (UCID, oposição) sugeriu hoje a aposta na agricultura e no sector marítimo como medidas para ultrapassar os problemas colocados pela pandemia da covid-19.

António Monteiro fez essa sugestão durante o debate parlamentar mensal com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, sobre a as medidas emergenciais pós-estado de emergência para as famílias e empresas.

“A UCID entende que o Governo deve rapidamente encontrar uma solução para que os nossos homens do mar possam ter as condições necessárias para aumentar os seus contributos no crescimento económico de Cabo Verde”, apontou.

Para António Monteiro, a condição insular e a enorme extensão marítima do País permitem um grande potencial voltada para o mar, sendo que, por isso, defende a aposta neste sector.

O presidente dos democratas-cristãos lembrou que com a crise provocada pelo novo coronavírus muitos marítimos e marinheiros estão a ter “graves problemas” por não saírem ao mar, bem como para visitarem as suas famílias.

“Por isso, queremos pedir ao Governo para que, nesta matéria, ver o que poderá fazer para criar condições de facilitação dos vistos quando os aeroportos abrirem, mas também para dar a atenção devida a esses cidadãos que durante esta pandemia estão a atravessar por grandes dificuldades”, apelou.

Relativamente a agricultura, a UCID pediu ao Governo que a encare como um sector capaz de fazer crescer a economia e não como um serviço que não dá contributo necessário para o crescimento económico do País.

“Temos que encarar a agricultura de forma muito séria para não continuarmos a depender somente do turismo”, indicou António Monteiro, apelando à diversificação da economia cabo-verdiana.

António Monteiro observou, contudo, que com a pandemia da covid-19, a dependência no sector do turismo deixou o País “muito aflito”, o que segundo ele demonstra a necessidade de uma aposta mais “científica” na agricultura, na pecuária e no sector marítimo.

Respondendo à essa proposta da UCID, o primeiro-ministro disse que as receitas do turismo têm implicações sobre vários outros sectores e que a diversificação da economia de um país não se faz de um “momento para outro”.

“Não depende das intenções do Governo e nem do ambiente de negócio que possa ser criado, portanto é um processo que exige investimentos, de empreendedores e de um ambiente de negócio favorável”, explicou Ulisses Correia e Silva.

OM/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos