Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Parlamento: MpD regozija-se com Governo pela aprovação do programa de mitigação do mau ano agrícola

Cidade da Praia, 28 Out (Inforpress) – O grupo parlamentar do MpD regozijou-se hoje com a aprovação do programa de mitigação dos efeitos do mau ano agrícola e instou o Governo a assegurar, o quanto antes, as condições necessárias para a implementação eficaz do mesmo.

Numa declaração política no parlamento, o deputado Euclides Silva apresentou o cenário nacional e disse que não restam dúvidas de que o país inteiro está confrontado com mais um ano de seca e manifestou a preocupação e a solidariedade da bancada para com as famílias do campo.

“Está claro que este fenómeno põe de novo a nu a grande vulnerabilidade das nossas ilhas perante os efeitos das mudanças climáticas. O Governo da República, sensível a esta problemática e assumindo a sua responsabilidade, decidiu, de forma oportuna, atender às famílias afectadas mediante a aprovação de mais um plano de resposta”, disse

O programa está orçado em 170 mil contos e, segundo o deputado, inclui medidas de reforço à manutenção da actividade produtiva a nível da pecuária e da agricultura, à mobilização e gestão da água e ao apoio ao rendimento das famílias mais afectadas, através do emprego público nas localidades.

“A bancada do MpD regozija-se com a decisão do Governo e com a abertura que o mesmo mostrou em poder reforçar o valor aprovado, se necessário. Instamos o Governo a assegurar, o quanto antes, as condições necessárias para a implementação eficaz do programa, mitigando uma vez mais os efeitos da seca e da fraca produção havida”, disse.

Encoraja ainda o executivo a continuar a desenvolver, paralelamente, às medidas de reforço de resiliência do sector agro-silvo-pastoril e das famílias e sua adaptação aos efeitos das mudanças climáticas.

“Referimo-nos, sobretudo à estratégia da água associada às energias renováveis com projectos de dessalinização das águas salobras e reutilização das águas residuais tratadas na agricultura, aos incentivos para o alargamento da irrigação gota-a-gota e para a construção de currais, bem como ao reordenamento da agricultura em função das condições agroclimáticas”, disse Euclides Silva.

A declaração política do MpD levantou um debate aceso à volta do sector da agricultura com a deputada do PAICV, Eva Ortet, a acusar o Governo de descontinuar todos os programas que encontrou no sector da agricultura quando assumiu a governação em 2016.

“Este governo fala muito do país resiliente, mas não fez nada para que isso acontecesse. Perguntamos que medidas concretas este Governo tomou para este tão propalado país resiliente, para além da solução de mãos estendidas à ajuda externa sempre quando há secas pandemias ou alguns desastres naturais”, disse.

MJB/HF

Inforpress/fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos