Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Parlamento: MpD regozija-se com a “boa política externa” de Cabo Verde

Cidade da Praia, 11 Mar (Inforpress) – O grupo parlamentar do Movimento para a Democracia (MpD, poder) regozijou-se hoje com a “boa política externa” de Cabo Verde, considerando que a gestão tem sido reconhecida pela comunidade internacional.

A posição foi manifestada pelo deputado do MpD Armindo Luz durante a declaração política do partido, no início do segundo dia do debate parlamentar desta sessão.

Começou por dizer que Cabo Verde “vive um dos momentos altos e áureos” da sua política externa, destacando o sucesso das negociações à Emenda ao Acordo de Facilitação de Vistos, iniciada em 2019 junto da União Europeia.

Considerou que esse passo permitiu aprofundar, cada vez mais, as relações entre Cabo Verde e a União Europeia, ao mesmo tempo que este acordo prevê a mobilidade “simplificada e facilitada”.

Neste sentido apontou que com as recentes alterações no “acordo entre a União Europeia e Cabo verde sobre a facilitação na emissão de vistos de curta duração” permitiram a redução das taxas pagas para a emissão dos vistos, o alargamento das categorias beneficiárias de vistos de múltiplas entradas, a simplificação da documentação exigida para a obtenção de um visto, entre outras facilidades.

O deputado disse também que a sua bancada se regozija com o acordo de mobilidade e de circulação no espaço da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), parabenizando os intervenientes neste processo.

“Convém relembrar que o Acordo de Mobilidade proposto por Cabo Verde vai ser ratificado na Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo, prevista para julho de 2021, em Luanda, Angola”, lembrou, sublinhando ser caso para afirmar que a política externa cabo-verdiana está de parabéns pela ambição e responsabilidade.

Armindo Luz frisou o reconhecimento da comunidade internacional sobre a política externa do País, ressaltando o posicionamento do arquipélago no Índice de Liberdade da Freedom House, que o coloca como o País mais livre de África.

“Uma distinção que enche os cabo-verdianos de orgulho e que nos exorta a celebrar este importante ganho para a credibilidade externa de Cabo Verde”, salientou, assinalando que Cabo Verde é o segundo país melhor classificado a nível da CPLP, somente atrás de Portugal.

HR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos