Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Papa Francisco admite “erros graves” na avaliação aos abusos sexuais no Chile

Vaticano, 11 Abr (Inforpress) – O papa Francisco admitiu hoje ter cometido “erros graves” na avaliação do escândalo de abusos sexuais no Chile e convidou as vítimas que tinha desacreditado a ir a Roma para que lhes possa pedir perdão.

Num documento extraordinário publicado hoje, o papa também convocou os bispos do Chile para uma reunião de emergência no Vaticano nas próximas semanas para discutir o escândalo, que prejudicou a sua reputação e a da igreja chilena.

O papa Francisco culpou a falta de “informação verdadeira e equilibrada” pelo seu erro na avaliação do bispo Juan Barros, que o levou a defender o bispo apesar das acusações das vítimas de que o padre chileno testemunhou e ignorou os abusos.

O papa enviou o mais respeitado investigador de abusos sexuais do Vaticano, o arcebispo Charles Scicluna, para investigar o escândalo.

Apesar de o documento não revelar as conclusões de Charles Scicluna, o papa deixou claro que os bispos precisam de “reparar o escândalo sempre que possível e restabelecer a justiça”.

Inforpress/Lusa

Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos