Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Países da África estão perante oportunidade de tomar medidas estruturantes nos sectores da aviação civil e turismo – ministro

Santa Maria, 28 Mar (Inforpress) – O ministro do Turismo e Transportes e da Economia Marítima, José Gonçalves afirmou hoje no Sal que os países da África estão perante uma “grande” oportunidade para tomar medidas estruturantes nos sectores da aviação civil e turismo.

“Como pilar central para dinamizar o turismo entre os países no nosso continente, a adesão plena de todos os países ao Mercado Único de Transportes Aéreos em África é um passo fundamental neste sentido”, sublinhou.

José Gonçalves fez essas considerações no acto de abertura oficial da I Conferência Ministerial sobre turismo e transporte aéreo em África, presidido hoje no Sal pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, cujo início dos trabalhos tiveram início esta quarta-feira devendo terminar sexta-feira.

Segundo o governante, à data de hoje cerca de 27 países já aderiram ao Mercado Único de Transportes Aéreos em África (MUTAA) e, nesta medida, apelou os restantes países que ainda não o fizeram, a aderirem, “o quanto antes, a esse importante mercado de aviação civil em África.

“Esperamos que na reunião conjunta do dia 29 com a co-presidência de sua excelência senhora Comissária das Infra-estruturas, Transportes e Turismo da União Africana, muito mais países manifestarão a tomada firme desta decisão estruturante de adesão plena ao MUTTA”, almejou.

José Gonçalves augura também entrada nas fronteiras com a isenção de vistos de todos os países do continente, como alguns territórios, conforme disse, já o fizeram e “com bons resultados”.

Tendo isso em linha de conta, ressalvou que o “impacto positivo” na dinamização do turismo entre os países do continente será, “claramente visível”.

Todavia, considerando que falta muito ainda a fazer no sentido de se melhorar a mobilidade das pessoas entre os países do continente, José Gonçalves entende que para isso é necessário acelerar o processo do acordo aéreo bilateral, facilitação de vistos, entre outras questões.

“Não é intenção de Cabo Verde dar lições a ninguém. O nosso desejo aqui é partilhar a nossa experiência nesses dois sectores que contribuem grandemente para o desenvolvimento dos transportes aéreos e turismo no nosso país”, manifestou, concluindo.

O titular da pasta do Turismo e Transportes e da Economia Marítima concluiu a sua intervenção desejando uma boa estadia a todos e que os trabalhos destes três dias da I Cimeira Ministerial sobre turismo e transporte aéreo em África sejam os “mais proveitosos”.

Promovida pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI/ICAO) e pela Organização Mundial do Turismo (OMT/UNWTO), em parceria com o Governo de Cabo Verde, o evento que deverá terminar esta sexta-feira, envolve 400 participantes, ministros dos Transportes Aéreos e Aviação Civil, ministros do Turismo de todo o continente africano, altos dirigentes e especialistas da matéria.

SC/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos