Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

PAICV quer recuperar o voluntariado e o associativismo quando for Governo, disse Fidel de Pina

Cidade da Praia, 11 Jan (Inforpress) – O presidente da Juventude do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (JPAI), disse hoje que o PAICV está a trabalhar para recuperar o voluntariado e o papel do associativismo quando for Governo.

Fidel Cardoso de Pina fez essa afirmação em declarações à imprensa após reunir-se com a Federação das Associações Comunitárias para falar das políticas públicas e os desafios do associativismo, o contributo que este pode dar para o desenvolvimento do país e, em particular, das nossas comunidades.

“A JPAI está convicta de que o PAICV vai regressar ao poder, pelo que entende resgatar a centralidade das políticas públicas em matéria de associativismo e do voluntariado, colocando-as no centro das prioridades”, realçou, indicando que, neste momento, no país as pessoas da terceira idade, bem como as crianças, têm recebido muito apoio do associativismo e do voluntariado.

Segundo aquele responsável, os jovens têm dedicado o seu tempo ao dispor das comunidades e, sobretudo, trazendo uma maior inclusão ao país e aos municípios.

Este encontro, ajuntou, serviu para que a JPAI conhecesse a organização, recentemente formada, assim como os seus projectos para o futuro.

Neste caso, nós nos predisponibilizamos para apoiar, pois, entendemos que quando o PAICV regressar ao poder vai empoderar as organizações para que o país possa ganhar parceiros que possam contribuir para o desenvolvimento mais inclusivo.

“Desde 2016 as políticas voltadas para o voluntariado não têm sido utilizadas, o que mostra que neste capítulo houve retrocesso, assistimos à desmantelação do Corpo Nacional do Voluntariado, assim como o desaparecimento dos projectos”, observou, indicado que a JPAI quer começar a trabalhar o voluntariado e o associativismo.

Os jovens que faziam parte do CNV, segundo referiu, contavam com algumas regalias como a utilização de transportes públicos com custos baixos, entre outros.

É de lembrar que no Programa do Governo para a VIII Legislatura, foi reconhecido o papel do voluntário no desenvolvimento das comunidades, em especial, do país, com a criação do Corpo Nacional de Voluntários (CNV) através do Decreto-Lei nº 25/2012 (BO nº 51, I Série de 31 de Agosto de 2012), que em 2016, após a vitória do MpD, deixou de funcionar

PC/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos