Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

PAICV manifesta-se preocupado com o “fraquíssimo desempenho” do Governo em matéria de segurança (c/áudio)

Cidade da Praia, 18 Out (Inforpress) – O Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição) manifestou-se hoje, na cidade da Praia, “preocupado” com o “fraquíssimo desempenho” do Governo em matéria de segurança dos cidadãos, particularmente na cidade da Praia.

A preocupação foi manifesta em conferência de imprensa pelo membro do secretariado do partido, Paula Moeda, para chamar a atenção do Governo no sentido de intensificar e combater a “onda de criminalidade”.

Na ocasião Paula Moeda disse ainda estranhar o “silêncio” da Comunicação Social do Estado, “com o intuito de ocultar a realidade nos bairros da Capital e no país” e de desresponsabilização das autoridades na promoção da paz, tranquilidade e convivialidade dos cabo-verdianos.

“O aumento claro dos crimes e assaltos contra pessoas e património em Cabo Verde, especialmente na cidade da Praia, é uma das grandes preocupações dos cabo-verdianos neste momento”, indicou.

A dirigente do maior partido da oposição considerou que a insegurança pública, “reconfirmada por aparatosos casos recentes”, indicia que o actual Governo não tem tido uma estratégia bem-sucedida na prevenção e no combate à criminalidade, bem como na percepção da insegurança.

Para o PAICV, apesar da propaganda política sobre a melhoria dos níveis de segurança, “reforçada pela leitura enviesada e descontextualizada dos dados estatísticos e pelo silenciamento do jornalismo do Estado”, os cidadãos têm sido vítimas quotidianas de assaltos à mão armada.

“Apesar das medidas ditas estruturais como a vigilância electrónica e do policiamento dito de proximidade, temos vindo a ser vítimas quotidianas de assaltos à mão-armada, inclusive em áreas mais inusitadas da cidade da Praia”, sublinhou Paula Moeda.

Perante essa situação, o PAICV apelou às autoridades, tanto da Administração Interna como da Justiça,  a tomar medidas mais eficazes e consentâneas com o agravar da insegurança, da violência e da criminalidade.

“Quem falha na criação do emprego, do rendimento e da segurança está a falhar em sectores fundamentais e a oposição democrática não pode deixar que as coisas sejam silenciadas e escamoteadas pelos discursos da actual maioria que governa o país”, concluiu.

OM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos