PAICV está a “desafiar” as autoridades oficiais em matéria de publicação de dados – Olavo Correia

Cidade da Praia, 16 Mai (Inforpress) – O vice-primeiro-ministro, Olavo Correia, acusou hoje, na Cidade da Praia, o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição) de estar a “desafiar” as autoridades oficiais em matéria de publicação de dados.

Olavo Correia fez essa acusação em reação às declarações do deputado e conselheiro nacional do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV -oposição), António Fernandes, quando diz que Cabo Verde “perdeu cerca de 32 mil postos de trabalho” de 2016 a 2022, devido à “política errada” do Governo sustentado pelo MpD.

Em conferência de imprensa hoje na Cidade da Praia, sobre os dados relativos ao índice de emprego, recentemente divulgados, António Fernandes precisou que o país passou dos cerca de 210 mil empregados em 2016 para cerca de 178 mil em 2022.

No entanto, Olavo Correia, que falava em conferência de imprensa para apresentação da primeira edição da Feira do Empreendedorismo e Fomento Empresarial (FEFE), considerou que o PAICV está a “desconcertar” a narrativa sobre a trajectória económica do país.

O governante lembrou que o Fundo Monetário Internacional (FMI) validou os dados apresentados e que os mesmos foram publicados pelo Banco de Cabo Verde (BCV e pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

“A economia está a crescer, o desemprego está a diminuir, a pobreza extrema também, e estamos numa lógica de forte recuperação”, garantiu Olavo Correia, ressalvando que o país tem ainda muito desafios por vencer.

Neste sentido, destacou, entre outros desafios, a melhoria do ambiente de negócios, do clima de investimentos, a aceleração da agenda da transição energética e digital, assim como melhoraria dos níveis de serviços no que tange aos transportes e conectividades.

“Todo mundo diz que a economia cresce, a pobre diminui, o desemprego também, e só o PAICV acha o contrário”, acusou Olavo Correia, considerando que o maior partido da oposição está a buscar elementos para “emporcalhar” aquilo está a acontecer.

OM/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos