Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

PAICV classifica distribuição das casas do Programa Casa para Todos de “intransparente e eleitoralista”

Cidade da Praia, 01 Jul (Inforpress) – O Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) considerou hoje que o Governo tem gerido de forma “intransparente e eleitoralista” a distribuição das casas do Programa Casa para Todos.

Em conferência de imprensa, na Cidade da Praia, o secretário-geral do partido, Julião Varela, apontou essa alegada intransparência na distribuição das casas da Classe A, construídas durante a governação do PAICV, que eram destinadas às famílias mais pobre, com um rendimento até 60 mil escudos.

Por outro lado, considerou que a entrega de casas em vésperas das eleições autárquicas demonstra “o aproveitamento político e fim eleitoralista” do Movimento para Democracia (MpD, poder).

“Como as eleições autárquicas são as primeiras, o Governo tratou de transferir essas casas para as câmaras municipais, exactamente com esse objectivo e com essa estratégia”, denunciou.

Julião Varela exemplificou com o caso da Cidade da Praia, quando a câmara anunciou a entrega de 309 chaves, no próximo dia 10 de Junho, através de um processo que classificou de “duvidosa transparência”, principalmente de uma câmara que “nunca se preocupou com o problema da habitação”.

“Obviamente que a seguir à câmara da Praia outras câmaras vão seguir a mesma estratégia”, observou o dirigente do PAICV.

O secretário-geral do maior partido da aposição exortou o MpD a “reconciliar-se com a verdade” e trabalhar para “o bem dos cabo-verdianos e em prol de Cabo Verde”.

OM/AA

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos