Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Orlando Mascarenhas homenageado pela Associação dos Comités Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa

Cidade da Praia, 16 Set. (Inforpress) – O presidente da Academia Olímpica de Cabo Verde, Orlando José Mascarenhas, foi homenageado esta quarta-feira na Cidade da Praia pela Associação dos Comités Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa (ACOLOP) durante a Assembleia-geral do I Congresso Olímpico da Lusofonia.

O preito a este “ilustre desportistas” deve ao reconhecimento “por todo o trabalho desenvolvido em prol do desporto e do olimpismo em Cabo Verde e na comunidade”.

À Inforpress, o laureado disse sentir-se “sensibilizado bastante” por esta distinção da ACOLOP pelo que considerou “uma honra e uma grande responsabilidade” esta homenagem, alegando que ficou muito emocionado, mas também confiante na sua “disponibilidade para enfrentar este desafio e de poder merecer e dignificá-lo”.

Dedicou esta homenagem às crianças e adolescentes das escolas secundárias, às comunidades, às crianças das Aldeias Infantis SOS, aos dirigentes e líderes dos organismos sociais e desportivos, nomeadamente a nível do Comité Olímpico, das federações desportivas e personalidades que têm dedicado uma atenção muito especial ao desenvolvimento do desporto cabo-verdiano.

“É dentro deste quadro que eu vi e vejo esta homenagem no sentido de todos nós, fazermos, cada vez mais, pelo desenvolvimento do olimpismo, da educação olímpica e naturalmente do desporto nacional”, frisou Mascarenhas que fez questão de agradecer a todos pela distinção. 

Para além do cabo-verdiano Orlando José Mascarenhas, a ACOLOP homenageou ainda representantes de Angola, da Guiné Bissau e de São Tomé e Príncipe.

Promovido pela Associação dos Comités Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa (ACOLOP) o I Congresso Olímpico da Lusofonia, realizado terça e quarta-feira na capital cabo-verdiana mereceu um balanço “positivo” do presidente desta organização, Gustavo Conceição, para quem Cabo Verde constituirá um “marco fundamental” entre o passado e o futuro do olimpismo em África”.

Gustavo Conceição destacou “não só o nível dos intervenientes no Congresso, mas também as óptimas condições criadas pelo Comité Olímpico Cabo-verdiano”, pelo que se mostrou “bastante satisfeito com aquilo que está a acontecer aqui”.

Referiu que de entre outras questões ligadas à formação de quadros, foi debatido o financiamento de actividades desportivas, os problemas por que passam os desportistas e jovens, a formação dos treinadores e intercâmbio nos países internos com vista a progressão conjuntamente.

Realizado sob o tema “Para uma abordagem conjunta no desenvolvimento através do desporto”, o Congresso Olímpico da Lusofonia realizou-se no âmbito do programa desenvolvido, tendo debruçado sobre questões ligadas ao funcionamento da ACOLOP e contou com especialistas e personalidades distintas.

SR/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos