Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Organização do “Summit Cabo Verde Investiment and Economic Tour 2020” admite falhas na comunicação

Cidade da Praia, 31 Jan (Inforpress) – O presidente do Viva Verde Cabo Verde, Olugbenga Adewoyin, entidade que organizou o “Summit Cabo Verde Investiment and Economic Tour 2020” admitiu hoje que falhas na comunicação inviabilizou alguns contactos, mas indicou que 80% dos objectivos foram cumpridos.

O evento, que arrancou no dia 17 e terminou hoje, contou com a participação de um grupo de investidores estrangeiros de vários sectores que querem investir em Cabo Verde em diversos sectores com o turismo, agricultura, energias renováveis, dessalinização de água e transportes.

Olugbenga Adewoyin adiantou que houve encontros entre os investidores estrangeiros e nacionais, tendo a delegação reunido também com a Cabo Verde Trade Invest.

A delegação foi ainda recebida pelo secretário de Estado da Educação, pelo ministro do Turismo e dos Transportes e pelo secretário de Estado das Finanças.

Contudo, a ambição do grupo, que integra a Phoenix Global, empresa de investimento, desenvolvimento e consultoria, sediada em Miami (EUA), era de manter um encontro com o vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças para apresentar uma carta proposta de investimentos, que, entretanto, não foi possível apesar das tentativas.

Confrontando com essa situação, Olavo Correia disse que não soube do pedido de encontro e garantiu as suas portas estão abertas para discutir negócios e investimentos com todos os investidores nacionais e internacionais.

Por seu lado Olugbenga Adewoyin, da organização admitiu que houve algumas falhas na comunicação. Contudo, indicou que os contactos vão continuar estando já prevista a realização de uma nova missão para melhores contactos.

O Summit “Cabo Verde Investiment and Economic Tour 2020” foi em parceira com Pan African Leadership and Entrepreneurship Development Centre (PALEDEC) sedeada na Nigéria.

O objectivo, segundo o representante do Viva Verde, Olugbenga Adewoyin, é mobilizar recursos do mundo para serem investidos em projectos de desenvolvimento em África.

MJB/CP

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos