Operação Tróia: silêncio dos arguidos marca primeiro dia de julgamento

Cidade da Praia, 25 Nov (Inforpress) – O primeiro dia do julgamento de um dos mais mediáticos casos de tráfico de droga em Cabo Verde, denominado Operação Tróia, ficou marcado pelo silêncio dos arguidos neste processo, disse à Inforpress uma fonte judicial.

“Todos os arguidos que deveriam ser ouvidos neste primeiro dia se remeteram ao silêncio”, disse a fonte, completando que este primeiro dia foi igualmente marcado por um forte aparato policial junto ao Tribunal da Praia.

Neste caso os 33 arguidos e duas empresas são acusados de crimes como tráfico de drogas, lavagem de capital e associação criminosa.

Na sequência da “Operação Troia”, desencadeada a 03 de Julho de 2019, no bairro de Eugénio Lima, na Praia, foram apreendidos 11.878 kg de cocaína e seus derivados, 16.137.684 escudos, seis armas curtas – um makarov, dois walther, uma pistola transformada calibre 6.35, uma pistola semiautomática de marca star, um revólver –, e uma arma longa – espingarda caçadeira semiautomática de calibre 12, aproximadamente 50 munições e seis viaturas, e detidas, em flagrante delito, nove pessoas.

Entre os meses de Agosto de 2019 e Junho de 2020 foram detidas 16 pessoas, com 12 delas ficando em prisão preventiva e quatro sob termo de identidade e residência.

O julgamento, que havia sido adiado em Outubro passado, arrancou hoje, devendo continuar em mais sete sessões a terminar no dia 10 de Dezembro, segundo informaram à Inforpress fontes judiciais.

GSF/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos