Operação Alcatraz: MP pede 12 anos de prisão para suspeitos de tráfico internacional de droga

Cidade da Praia, 22 Nov (Inforpress) – O Ministério Público (MP) pediu 12 anos de prisão para os sete indivíduos estrangeiros detidos na operação em que foram apreendidas mais de 5,6 toneladas de cocaína, em alto mar, a 01 de Abril último, disse uma fonte judicial.

Os mesmos, cujo julgamento terminou na semana passada, encontram-se em prisão preventiva, na cadeia central da Praia, desde que foram detidos e deverão conhecer o veredito do juiz no próximo dia 09 de Dezembro, acrescentou a mesma fonte.

A detenção destes sete indivíduos foi avançada à imprensa em Abril último pelo então director da Polícia Judiciária, completando ainda que a operação contou com a “relevante colaboração” da Polícia Federal do Brasil, da Drug Enforcement Administration, da Marinha dos EUA e da National Crime Agency, do Reino Unido.

A detenção e apreensão da embarcação de pesca oriunda do Brasil, segundo afirmou Ricardo Gonçalves, a 01 de Abril, após uma abordagem em alto mar por suspeita de tráfico internacional de estupefacientes.

“Sob a jurisdição de Cabo Verde, as autoridades policiais dos EUA e de Cabo Verde embarcaram e inspecionaram a embarcação, tendo apreendido 5.668 kg de cocaína”, disse.

Esta é a segunda maior apreensão de droga feita em Cabo Verde, a maior aconteceu em Janeiro de 2019 quando 12 cidadãos de nacionalidade russa foram detidos a bordo de um navio no Porto da Praia com 9.570 quilogramas de cocaína em “elevado grau de pureza”, incineradas pelas autoridades dias depois.

GSF/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos