ONU defende união de esforços entre comunidade cientifica e órgãos de decisão na gestão dos recursos hídricos em África

Cidade da Praia, 01 Out (Inforpress) – A coordenadora residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde defendeu hoje a necessidade de união de esforços entre a comunidade científica e os órgãos de decisão para uma boa gestão dos recursos hídricos no continente africano.

Ana Patrícia Graça falava na abertura da VII reunião do Comité Regional de Pilotagem do Programa Hidrológico para a África, a decorrer na Cidade da Praia, com objectivo de debater os principais desafios do sector dos recursos hídricos no continente.

Ana patrícia Graça lembrou que no ano de 2018 as Nações Unidas definiram o período de 2018/28 como década internacional para acção de água para o desenvolvimento sustentável onde se destaca também a importância de uma boa gestão integrada dos recursos hídricos para o cumprimento da agenda 2030.

“É por isso que para responder esse desafio é importante reunir todos os esforços da comunidade científica lado a lado com os órgãos de decisão, que têm a capacidade de transformar esse sector tão importante para sobrevivência da humanidade”, disse.

A representante da ONU em Cabo Verde realçou que a troca de experiência e cooperação proporcionada pelo Programa Hidrológico Internacional (PHI) “é de extrema relevância”.

E falando de Cabo Verde, disse que os desafios enfrentados pelo país em matéria de recursos hídricos incluem, entre outros, a escassez e a irregular precipitação e a ausência de fontes permanente de água doce na superfície, e adiantou que à luz desses desafios a família das Nações Unidas está a unir esforços para apoiar o país a enfrentar esses desafios.

“A família das Nações Unidas em Cabo Verde está a unir esforços também para poder trabalhar mais de perto com os membros do PHI da Unesco e a ONU-Água porque é sabido que nenhum país, nenhum governo sozinho consegue enfrentar os desafios actuais que existem nesse sector, neste momento”, disse.

O Programa Hidrológico Internacional (PHI) é o programa intergovernamental de cooperação científica da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no campo da investigação sobre a água, gestão, educação e capacitação em recursos hídrico.

Durante três dias, especialistas em hidrologia e hidrogeologia, académicos e pesquisadores em recursos hídricos de 26 países africanos vão reflectir e debater sobre os principais desafios do sector dos recursos hídricos no continente, tendo como pano de fundo as alterações climáticas e seus efeitos na mobilização de água e gestão dos cursos de água transfronteiriços.

MJB/CP
Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Sociedade
Desporto
Politica
Economia
Internacional
  • Galeria de Fotos