ONU “decepcionada” com resultados da cimeira do G20 sobre dívida e clima

Nações Unidas, 23 nov (Inforpress) – O secretário-geral da ONU, António Guterres, está “decepcionado” com os resultados da cimeira do G20 em relação às questões da dívida e do clima, apesar de se congratular com os compromissos relativamente às vacinas contra a covid-19.

Segundo Stéphane Dujarric, porta-voz da ONU, Guterres mostrou-se “satisfeito” por a cimeira das 20 economias mais industrializadas do mundo, organizada pela Arábia Saudita, ter dado, no comunicado final, um “forte sinal de compromisso” para que as vacinas contra o novo coronavírus constituam um “bem público mundial”.

Por outro lado, acrescentou o porta-voz, o secretário-geral das Nações Unidas também se mostrou agradado com as promessas feitas pelo programa mundial de vacinação (Covax) mesmo que o dinheiro demore a chegar.

O programa mundial de vacinação, baptizado como Covax e co-liderado pela Gavi (Aliança de Vacinação), ainda necessita de cerca de 4.000 milhões de dólares (cerca de 3.380 milhões de euros) para assegurar uma distribuição equitativa das vacinas e dos equipamentos médicos.

“Sobre a [o alívio da] dívida [aos países mais desfavorecidos], o comunicado final é um passo na direcção certa, mas o secretário-geral considera-o insuficiente. [Guterres] teria desejado ver iniciativas mais globais sobre a dívida e sobre a liquidez”, sublinhou Dujarric.

Os líderes do G20 prometeram implementar uma iniciativa já aprovada para a suspensão do serviço da dívida que permite aos países pobres adiar o pagamento de juros até Junho de 2021.

Antes da cimeira, Guterres pediu que a suspensão fosse estendida aos países de rendimento médio em grande dificuldade e que fosse estendida até ao final de 2021. 

O G20 não o seguiu, limitando-se a indicar que vai “analisar” a questão na Primavera. 

“Sobre a questão das mudanças climáticas, [Guterres] está decepcionado com a linguagem usada no comunicado final, que não reflecte o movimento global observado no meio empresarial e entre vários governos no que diz respeito à neutralidade de carbono”, finalizou o porta-voz do secretário-geral das Nações Unidas.

No comunicado final, num tom consensual, mas pobre em anúncios concretos, os líderes do G20 prometeram “não desistir de nenhum esforço” para garantir o acesso equitativo às vacinas contra a covid-19.

“Não desistiremos de nenhum esforço para garantir o acesso equitativo [às vacinas, testes e tratamentos] para todos”, indica-se no texto.

Inforpress/Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos