Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ONU apela à “máxima moderação” após alegado ataque de drone no Líbano

Nações Unidas, 26 Ago 2019 (Inforpress) – As Nações Unidas apelaram hoje à “máxima moderação” entre todas as partes, após um alegado ataque de um ‘drone’ [aparelho aéreo não-tripulado] atribuído a Israel que ocorreu nos subúrbios a sul de Beirute, no Líbano.

Durante uma conferência de imprensa, o porta-voz das Nações Unidas, Stéphane Dujarric, afirmou que ainda não conseguiram confirmar a veracidade das informações que foram relatadas sobre a ocorrência na região, mas ainda assim apelou à moderação

“É imperativo que todos evitem um aumento das tensões e que cumpram as resoluções do Conselho de Segurança”, afirmou o porta-voz.

Stéphane Dujarric frisou ainda que as Nações Unidas “tomaram nota” das declarações do Presidente libanês, que considerou hoje que o ataque com o ‘drone’ é uma “declaração de guerra”.

O porta-voz acrescentou que o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, também recebeu uma carta do governo libanês sobre o assunto.

Um porta-voz do Hezbollah libanês anunciou hoje que dois ‘drones’ israelitas caíram em Beirute, sem que o grupo tivesse disparado sobre eles.

Mohammed Afif disse que um pequeno avião não tripulado de reconhecimento caiu no telhado de um prédio que abriga o gabinete de comunicação do Hezbollah, no bairro de Moawwad, em Dahyeh, o baluarte do grupo na parte sul da capital libanesa.

O responsável afirmou que um segundo ‘drone’, aparentemente enviado por Israel para buscar o primeiro, explodiu no ar menos de 45 minutos depois e caiu nas redondezas – uma explosão que terá sido ouvida pelos moradores da zona.

“Nós não abatemos nem explodimos nenhum dos ‘drones’”, assegurou Afif à agência Associated Press.

No sábado, aviões de guerra israelitas atacaram alvos perto da capital síria, no que o exército israelita disse ser um esforço bem-sucedido para impedir um iminente ataque de ‘drones’ iranianos contra Israel.

O ataque aéreo nocturno, que provocou o fogo antiaéreo sírio, pareceu ser um dos ataques mais intensos das forças israelitas nos últimos anos.

Não foi possível verificar se os incidentes na Síria e no Líbano estão relacionados, nem houve comentários israelitas às observações do Hezbollah.

Israel realizou centenas de ataques nos últimos anos contra o Hezbollah e outros alvos iranianos na Síria.

Telavive considera o Irão como a sua maior ameaça e disse que não tolerará uma presença iraniana permanente na Síria ou a transferência de armas para o Hezbollah.

O Irão e o Hezbollah são aliados militares chave do presidente sírio Bashar al-Assad na guerra civil que dura há oito anos no país.

Lusa/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos