Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ONG da CPLP querem que temática da violência sexual seja integrada na agenda mundial

Cidades da Praia, 12 Jun (Inforpress) – As ONG dos países da CPLP que trabalham com os direitos das crianças vão enviar uma declaração ao secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, para que a temática da violência sexual seja integrada na agenda mundial.

A informação foi avançada hoje, em declarações à imprensa, pela presidente da Associação de Crianças Desfavorecidas (Acrides), depois de ser agraciada pelo Observatório Cidadania Activa de Cabo Verde (OCAC), com o certificado de excelência 2020.

De acordo com a responsável, dado que a violência sexual está em todos os países do mundo, tem que se assumir que este “flagelo” acaba com a vida de qualquer criança.

“Assim como discutirmos o clima e os outros temas tem que se discutir os direitos das crianças para que o crescimento seja harmonioso e que, realmente, tenhamos, no futuro, grandes homens e mulheres“, apontou.

A elaboração da declaração, que vai ser enviada ao secretário-geral das Nações Unidas, é um dos objectivos do encontro “Direitos das Crianças e Adolescentes e Prevenção da Violência Sexual sobre as Crianças e Adolescente”, promovido hoje, via zoom, pelas organizações da sociedade civil da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

A promoção de uma acção articulada e coerente entre a sociedade civil, o sector público e o Sistema das Nações Unidas, em consonância com Convenção dos Direitos da Criança, é também um dos objectivos deste encontro, que conta com a Acrides como representante de Cabo Verde.

OM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos