Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

ONAD-CV cria comissão instaladora que representa os atletas junto da instituição

Cidade da Praia, 28 Ago (Inforpress) – A Organização Nacional Antidopagem de Cabo Verde (ONAD-CV) já conta com os membros para a criação de uma comissão permanente que representa os atletas junto da instituição.

Esta comissão será um elo entre as duas partes, visando uma comunicação mais efectiva e directa, a bem da preservação dos direitos dos atletas, divulgação das responsabilidades e promoção do desporto limpo.

Em declarações à imprensa depois da apresentação dos membros da comissão instaladora, o presidente da ONAD-CV, Emanuel Passos, esclareceu que o intuito da criação desse instrumento é melhorar a informação de comunicação com os atletas e a política de sensibilização.

“Esta comissão vai ser um elo de ligação entre a instituição e os atletas para explicar quais as suas responsabilidades, seus deveres e ajudar a defender os direitos dos atletas”, precisou.

Sendo assim, Emanuel Passos disse acreditar que doravante, “num trabalho conjunto com a comissão”, vai se melhorar a política de comunicação e sensibilização, bem como de educação dos atletas.

O presidente da organização antidopagem cabo-verdiana adiantou que a instituição tem direccionando o trabalho de sensibilização aos mais jovens por notar que a adesão às campanhas realizadas junto dos “atletas já formados” tem sido menor.

Para isso, lembrou que a ONAD – CV tem feito campanha de sensibilização junto das escolas secundárias, iniciadas junto dos estudantes do 10º, 11º e 12º ano, com a intenção de contemplar os outros níveis de escolaridades.

“Se conseguirmos educar as nossas as crianças e jovens mais tarde vamos ter, um adulto devidamente educado e atletas de amanhã que vão jogar limpo”, projectou Emanuel Passos.

O atleta internacional cabo-verdiano de ultramaratona, José Cabral, eleito presidente da comissão instaladora, enalteceu a iniciativa da ONDA-CV, considerado que esse trabalha conjunto vai facilitar na transmissão de informação aos atletas.

José Cabral exaltou também o facto de a comissão ser composta por atletas de referência nas suas respectivas modalidades, uma vez que estão mais perto dos atletas e com experiências em provas internacionais que podem ser compartidas.

Susana Barros (Andebol), João “Tigana” Robalo (Futebol), Ludmila Varela (Voleibol) e Artur Borges (Karaté) completam a comissão que vai representar os atletas junto da ONAD-CV.

A ONAD-CV, criada a 21 de Fevereiro de 2017, já fez 82 controlos de dopagem, sendo 56 em 2019 e 26 em 2020, sendo o objectivo, conforme prognosticou Emanuel Passos, é chegar a 180 controlos.

Em Novembro de 2019, informou Emanuel Passos, iniciaram com o controlo no futebol, no campeonato regional de Santiago Sul, e com a intenção de chegar às outras ilhas, não fosse o surto do novo coronavírus.

A ONAD-CV é a autoridade responsável que aplica qualquer fase do procedimento de controlo de dopagem em Cabo Verde.

No ano passado, a organização foi aceite como membro observador da Convenção Antidopagem do Conselho da Europa.

OM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos