Search
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Economia
Internacional
Desporto
Politica
Sociedade

OMPI e CISAC firmam contrato de dados de directório para apoiar entidades de gestão colectiva

Cidade da Praia, 30 Jul (Inforpress) – A Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) e a Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores (CISAC) permitem agora às organizações de gestão colectiva gerenciar repertório e compartilhá-lo além-fronteiras no banco de dados internacional da CISAC.

Esse “ganho imenso” e “histórico” para a Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM), tornou-se realidade com a assinatura de um acordo esta quinta-feira, em Paris, entre os directores gerais da OMPI, Francis Gurry, e da CISAC, Gadi Oron.

Em comunicado, a Sociedade Cabo-verdiana de Música refere que, no âmbito deste acordo, as entidades de gestão colectiva membros da CISAC, entre as quais a SCM, serão beneficiadas com o novo sistema de gestão de direitos de autor e direitos conexos da OMPI, Wipo Connect.

Salienta que o acordo assinado entre a OMPI, a CISAC e a SWIZA é um “ganho imenso” para as sociedades novas, que começaram o seu trabalho a pouco tempo, bem como para sociedades de países em desenvolvimento, que não conseguem por meios próprios, ter o ‘software’ de gestão de titulares e repertório, licenciamento e distribuição de direitos.

“Hoje estamos a tornar mais um sonho da SCM realidade, uma vez que fomos a primeira sociedade de direitos de autor a ser contemplada com este sistema moderno e eficiente para a gestão dos direitos de autor e direitos conexos, algo que fazia já muita falta na SCM, como os avanços significativos que esta entidade de gestão colectiva tem feito em prol da defesa dos direitos de autores e artistas cabo-verdianos”, lê-se na nota.

Esclarece a SCM, que “o software Wipo Connect já está instalado no servidor da SCM na nuvem” e que se está a trabalhar, incansavelmente, para a operacionalização do sistema e a customização do mesmo com todas as informações.

Outra vertente, enaltecida, relaciona com a formação da sua equipa que está sendo ministrada, de forma contínua durante o ano de 2020, para que o ‘software’ possa ser correctamente administrado localmente nos módulos documentação, licenciamento e distribuição, para estar completamente operacional, preferencialmente durante o ano de 2020.

SR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos