Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

OE de 2020 para Saúde aproxima-se dos sete milhões de contos com apostas nos recursos humanos, infra-estruturação e equipamentos

Cidade da Praia, 09 Dez (Inforpress) – O Orçamento do Estado’2020 para a Saúde aproxima-se dos sete milhões de contos, com apostas no reforço dos recursos humanos, com o recrutamento de mais de 600 novos profissionais.

Outra aposta passa pela aquisição de equipamentos para todos os centros de saúde e inauguração do Centro de Diálise de São Vicente.

Esta revelação foi feita hoje pelo ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, durante a apresentação, na especialidade, do Orçamento do Estado (OE) para 2020 do Ministério que tutela, à 5ª Comissão da Assembleia Nacional, onde anunciou que os 600 novos profissionais de saúde vão de enfermeiros, médicos, técnicos e pessoal operacional à administrativo.

O governante garantiu que os equipamentos para todos os centros de saúde já estão no país, no âmbito de um financiamento belga ao Estado de Cabo Verde em cerca de 1 milhão de contos, convicto de que “irá permitir ganhar em termos de capacidade de respostas a nível das ilhas” e que terá impacto na redução das evacuações entre ilhas.

Arlindo do Rosário afiançou que, com a inauguração, em 2020, do Centro de Diálise de São Vicente, o Centro do Hospital Agostinho Neto vai ser aliviado, anunciando “melhorias consideráveis” nos hospitais centrais, “não só na forma de atendimento, mas também na capacidade de espaços”.

Explicou que o Hospital Agostinho Neto irá receber obras de remodelação dos blocos do Banco de Urgência e que o processo para a aquisição de aparelhos na área de imagiologia já está a decorrer para que em 2020 o problema da TAC seja, finalmente, resolvido.

Quanto a São Vicente, avivou que a ilha tem vindo a crescer com obras a nível do Centro Laboratorial, da hemodiálise, para que dentro de dois anos tenha um grande centro hospitalar.

O ministro realçou que com o financiamento do Governo da Chima, a ilha do Porto Grande vai ganhar um “grande bloco de maternidade pediatria”, de modo que o Governo consiga dar “uma grande resposta” hospitalar para a Região Norte, onde também anunciou a edificação da futura comunidade terapêutica da Região Norte, na Ribeira de Vinha, em São Vicente.

O responsável governamental para a pasta de Saúde asseverou que houve a preocupação de se fazer uma distribuição dos recursos existentes por todas as ilhas, mas sobretudo para dar competência, visando a melhoria das respostas em cada ilhas e na redução das assimetrias que ainda existem em várias ilhas.

Arlindo do Rosário anunciou que o Governo está a trabalhar para a construção do Hospital Nacional de Cabo Verde, processo que, disse, está sendo analisado, tendo a consultoria internacional já lançada, pelo que o Executivo espera pelo resultado para se analisar quanto aos cenários propostos para uma tomada de decisão técnica e política, baseada nos documentos de suportes.

SR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos