Observatório da Cidadania Activa promove “Conversa nas montanhas: histórias e estórias (re) mixadas de cidadania activa”

Ribeira Grande, 17 Mai (Inforpress) – O Observatório da Cidadania Activa (OCA), recentemente criado no Mindelo, promove sábado, 18, no Paul, uma actividade intitulada “Conversa nas montanhas: histórias e estórias (re) mixadas de cidadania activa”, no âmbito da primeira semana nacional da cidadania activa.

Conversa nas montanhas encerra o programa da primeira semana nacional da cidadania activa, que decorre até o sábado, 18, antecipando a realização do primeiro TEDxMindelo e celebrando o mês de aniversário da AfriYAN CV e mais uma intervenção do Cape Verdean Students Alliance (EUA).

Segundo a presidente da AfriYAN CV e vice-presidente do OCA, Janice da Graça, esta actividade consiste numa conversa aberta em que vários oradores apresentam “palavras que foram gestos decididos, partilha de sentido, conhecimento e vida”.

“É uma actividade aberta a todos os santantonenses e mesmo às pessoas de São Vicente que queiram deslocar-se”, disse Janice da Graça, em declarações à Inforpress, adiantando que este evento é co-organizado pelo Observatório da Cidadania Activa – Cabo Verde, pela AfriYAN – Cabo Verde, pelo Cape Verdean Student Alliance – Umass Amhest e pelo Mindel Talks.

Janice da Graça indicou que o recém-criado OCA é uma organização não-governamental com um carácter essencialmente pedagógico, sendo a educação para a cidadania a sua principal missão.

Integra diversas organizações públicas e privadas, associações e profissionais de áreas distintas, tais como professores, jornalistas, psicólogos, sociólogos, agentes culturais, representantes dos estabelecimentos de ensino e de associações comunitárias.

A Rede Africana de Adolescentes e Jovens para a População e Desenvolvimento (AfriYAN), por seu lado, é uma rede de organizações juvenis que trabalha em prol do dividendo demográfico e desenvolvimento sustentável, especialmente em educação e desenvolvimento de competências, emprego e empreendedorismo, saúde e bem-estar, participação cívica de jovens e cultura, e faz parte de uma rede global ao nível do continente africano com o mesmo nome e missão.

O Cape Verdean Student Allieance é uma organização formada por descendentes de cabo-verdianos amantes e curiosos da cultura cabo-verdiana na Universidade Umass Amhest, EUA, que anualmente se desloca a Cabo-Verde para a implementação de projectos de intervenção social, em parceria com entidades locais.

“Na ‘Conversa nas nontanhas’ a palavra se mistura com a cor, na estância turística de Passagem”, disse Janice da Graça, explicando que ele se “constitui como um espaço em que, através de palavras, se chama para sentir, para pensar, para agir”, concluiu.

HF/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos