Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Óbito/Kaká Barbosa: Cabo Verde perde o seu grande trovador popular – Ministro da Cultura

Cidade da Praia, 01 Mai (Inforpress) – O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, considera que Cabo Verde perdeu o seu grande trovador popular, lamentando o falecimento hoje, na Praia, do músico, poeta, intérprete e compositor cabo-verdiano Kaká Barbosa.

“Cabo Verde perde o seu grande trovador popular”, escreveu o governante na sua página de rede social, acrescentando que o País perdeu um dos seus “mais activos, produtivos e talentosos filhos”, mas que “cala-se a voz, fica a obra”.

“Em meu nome pessoal, como amigo e admirador e em nome do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, envio as mais sentidas condolências à família do Kaká Barbosa e a toda a comunidade artística cabo-verdiana”, disse.

Para o ministro, a Nação cabo-verdiana perdeu também hoje “um dos grandes, um nome incontornável” da escrita em crioulo, da prosa tradicional, da pesquisa na língua cabo-verdiana e na construção de “uma verdadeira narrativa nacional sobre raiz da cabo-verdianidade”, sem esquecer que ele era uma “voz única no canto popular e na poesia de inspiração revolucionária”.

Para Abraão Vicente, Kaká Barbosa “bebe da mesma fonte antiga que os tradicionalistas” Nácia Gomi, N’Toni denti Dóru e Bibinha Cabral, mas que ele era, contudo, “mais moderno, mais consciente, mais politicamente activo em todas as frentes da cultura e do activismo social e político”.

“Em Kaka Barbosa, Cabo Verde teve um dos seus maiores cantautores populares. Criador de uma sensibilidade única, de uma personalidade cativante, intelectual convicto e agente cultural e social presente nos debates mais contemporâneos da evolução da cultura cabo-verdiana”, frisou.

O poeta, músico, activista social e escritor Kaká Barbosa faleceu hoje no Hospital Agostinho Neto, vítima de doença prolongada.

Nascido em 1947, na ilha de São Vicente, Carlos Alberto Lopes Barbosa, mais conhecido por Kaká Barbosa, viveu toda a sua infância e juventude em Santa Catarina, mais concretamente na cidade da Assomada, uma região que influenciou e marcou a sua personalidade artística.

É músico, intérprete e compositor de temas marcantes, muitos deles gravados nas rádios e discos.

Tem cinco obras publicadas sendo três escritas em crioulo cabo-verdiano “Vinti Xintido”, “Son di ViraSon” e “Konfison na Finata” e duas em português “Chão Terra Maiamo” e “Cântico às Tradições”.

É sócio fundador e membro do conselho de administração da Sociedade de Autores Cabo-verdianos. Foi deputado da Nação da VI e VII legislaturas.

Em Fevereiro último, Kaká Barbosa disse à Inforpress que estava comovido por ser um dos homenageados da Sociedade Cabo-verdiana de Autores (SOCA), durante uma gala que aconteceu na Assembleia Nacional, cidade da Praia.

DR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos