“O maior desafio das Aldeias SOS de Assomada é fazer que cada criança regresse à sua família de origem”-director

 

Assomada, 04 Out (Inforpress) – Fazer que cada criança, hoje jovem regresse à sua família constitui o “maior desafio” das Aldeias Infantis SOS de Assomada, concelho de Santa Catarina, revelou hoje, o director da instituição, Pedro Andrade.

“O nosso grande objectivo e maior desejo é fazer que cada jovem regresse à sua família de onde veio, e sempre que isso acontece sentimo-nos felizes, porque cumprimos o nosso objectivo que é a criança na própria família”, afirmou Pedro Andrade à Inforpress, no dia em que a instituição comemora 33 anos de existência.

A celebração dos 33 anos foi marcada pela cerimónia de transição de quatro jovens, que passam da casa familiar para lar juvenil e reinserção de dez jovens que saem do lar juvenil para o mundo de trabalho e de estudo, ou seja, para as suas famílias.

Segundo explicou Pedro Andrade, quando as famílias já reúnem as “condições suficientes” para ter esses jovens de 18 anos de volta, realizam essa cerimónia para devolve-las, salientando que antes trabalham com tais famílias no sentido de acolhe-los de volta.

A mesma fonte fez saber que dos dez jovens entre rapazes e raparigas que forem devolvidos às suas respectivas famílias, três vão ingressar nas universidades, quatro para cursos profissionalizantes e os demais já entraram no mundo laboral.

O responsável informou ainda que com excepção dos que já estão a trabalhar, as Aldeias SOS ajudam financeiramente, durante um certo período de tempo até se estabelecerem lá fora, os jovens que estão a estudar e ainda a direcção nacional das Aldeias SOS indica uma equipa para acompanha-los.

Referiu que desde a sua fundação, a instituição já inseriu no mercado de trabalho, muitos jovens que hoje são “grandes” quadros a nível nacional e que ocupam ainda lugares de destaque dentro do seio das Aldeias Infantis SOS de Cabo Verde.

FM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos