Número de crianças usadas como “bombas” por rebeldes na Nigéria aumenta quatro vezes

 

Genebra, 22 Ago (Inforpress) – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) anunciou hoje que o uso de crianças como “bombas humanas” pelo grupo rebelde Boko Haram, no nordeste da Nigéria, aumentou quatro vezes este ano em relação ao total de 2016.

A porta-voz da UNICEF, Marixie Mercado, diz que não tem explicação para o aumento para 83 crianças utilizadas como “bombas humanas” este ano, dois terços delas raparigas, em comparação as 19 em todo o ano passado.

Marixie Mercado disse que o Boko Haram nem sempre reivindica a responsabilidade por tais ataques, normalmente contra alvos civis, mas nenhum outro grupo é conhecido por usar esta táctica.

A porta-voz referiu ainda que “muitas crianças que conseguiram escapar do cativeiro enfrentam rejeição quando tentam reintegrar-se nas suas comunidades”.

As Nações Unidas estimam que o grupo rebelde Boko Haram já fez deslocar 1,7 milhões de pessoas e provocou a morte de outras 20 mil desde 2009.

O Boko Haram actua principalmente na região norte da Nigéria e também em países vizinhos como o Camarões e o Chade.

Lusa/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos