Núcleo Nacional do Cinema lança primeiro edital para apoiar projectos de curta e média metragem e documentários 

Cidade da Praia, 22 Jul (Inforpress) – O Núcleo Nacional do Cinema (NuNaC) vai abrir na segunda-feira, 25, inscrições para selecionar projectos de curta e média metragem, documentários cinematográficos e projectos que queiram participar em festivais internacionais, anunciou hoje o coordenador.

Adilson Gomes, que falava na manhã de hoje, na Cidade da Praia, durante a conferência de imprensa para falar sobre o lançamento do primeiro edital público do cinema e audiovisual, disse que durante um mês, de 25 de Julho a 25 de Agosto, todos os fazedores de cinema e profissionais que trabalham na área de audiovisual terão a oportunidade de inscrever os seus projectos no portal.

Lançado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do NuNaC, o edital vai apoiar projectos de jovens que ainda não foram apresentados publicamente, documentários cinematográficos, documentários para televisão, filmes de ficção e de animação de curta e média metragem e projectos para a internacionalização.

Segundo avançou, os projectos serão avaliados por um júri do Núcleo Nacional do Cinema que irá seleccionar os projectos aptos para receber um financiamento, orçado em 2 mil contos.

Por outro lado, acrescentou que o edital irá dar também uma “atenção especial” a questão dos direitos autorais, sendo que é uma ferramenta “muito importante” para a sustentabilidade de todo sector artístico e criativo

“Este edital vai ter muita atenção sobre as obras que vão ser utilizadas principalmente músicas, letras ou algum texto que o autor não tenha autorização, nos vamos fazer com que essas pessoas tenham a autorização ou pelo menos pagam esses direitos para que este produto audiovisual possa ser reproduzido com toda legalidade possível”, esclareceu.

Na ocasião, Adilson Gomes disse esperar que o edital venha a ter impacto “muito importante” a nível nacional e possa beneficiar os fazedores de cinema e os profissionais que trabalham na área de audiovisual de todo o País.

O coordenador reconheceu que o montante disponibilizado, 2 mil contos, para apoiar os projectos “não é muito”, mas explicou que o financiamento do NuNaC vem da taxa de compensação equitativa pela cópia privada, o que depende muito do valor arrecadado.

O Núcleo Nacional do Cinema (NuNaC) tem por missão apoiar o desenvolvimento das actividades cinematográficas e audiovisuais, desde a criação até à divulgação e circulação nacional e internacional das obras, potenciando o surgimento de novos valores, contribuindo para a diversidade de oferta cultural e para setores cinematográfico e audiovisual

AV/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos