Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Novo Governo: Ulisses Correia e Silva garante que “o primeiro objectivo é o emprego”

Cidade da Praia, 20 Mai (Inforpress) – Ulisses Correia e Silva, que tomou hoje posse para o segundo mandato como primeiro-ministro de Cabo Verde, garantiu que o primeiro objectivo é garantir o emprego para as pessoas, seguido da eliminação da pobreza extrema no País.

“O primeiro objectivo é o emprego, o segundo eliminação da pobreza extrema e redução da pobreza absoluta e iremos consegui-lo através de maior crescimento económico, mas também de políticas de inclusivas”, disse em declarações aos jornalistas, momentos depois de ser empossado primeiro-ministro.

Ulisses Correia esclareceu ainda que quando fala em eliminar a pobreza extrema, significa não só injectar mais rendimento, nomeadamente rendimento social de inclusão para abranger todas as famílias em situação de pobreza extrema, mas também do acesso à educação, saúde, segurança social e habitação condigna.

“Depois, temos outras iniciativas que têm a ver com o aumento da resiliência. Quando falamos da necessidade de adaptação da nossa agricultura às condições de Cabo Verde, significa mobilizar água que não depende apenas da chuva. Estamos a investir fortemente nessa área de transição energética para reduzirmos a dependência dos combustíveis fósseis”, disse.

Ulisses Correia e Silva afirmou ainda que a Economia Azul é um “grande potencial” para a diversificação da economia, que a Economia Digital é um outro potencial “muito grande” e que é preciso continuar a fazer uma aposta ainda muito mais forte na indústria, naquilo que Cabo Verde tem capacidade de fazer.

“Portanto, é entre a economia, o social, a inclusão e forte aposta institucional que nós iremos criar as condições para que o próximo mandato seja um mandato de facto em contexto diferente daquilo que nós vivemos desde 2016 e que possa acelerar o processo de desenvolvimento sustentável”, referiu.

O VIII Governo Constitucional da segunda República, com 28 membros, tem mais oito em relação à legislatura anterior, dos quais cinco mulheres, uma a mais em relação à IX Legislatura.

GSF/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos