Novo administrador do BIDC disponibiliza apoio ao Governo cabo-verdiano no sector bancário

 

Cidade da Praia, 23 Ago (Inforpress) – O novo administrador do Banco de Investimento e Desenvolvimento da CEDEAO (BIDC), Luís Barros manifestou hoje abertura em dar o seu contributo ao Governo cabo-verdiano no sector bancário.

Luís Barros fez esse anúncio numa declaração após ter sido eleito administrador do Banco de Investimento e Desenvolvimento (BIDC), da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), na 15ª Assembleia Geral desta instituição que decorre em Abuja (Nigéria).

Na sua declaração o administrador do BIDC, que diz encarrar o desafio com “honra e humildade” sublinhou ainda que vê com bons olhos a “ambiciosa agenda” do Governo, no sentido de melhorar as condições bancárias e mecanismos para facilitar o acesso ao crédito.

Lembrando que uma das suas funções no BIDC será o apoio na mobilização de recursos da instituição financeira e o portfólio de financiamento dos Estados membros da CEDEAO, Luís Barros mostra-se otimista quanto aos desafios que terá pela frente.

“Tendo a região da CEDEAO uma população de 335 milhões de habitantes, as intervenções financeiras do BIDC impactam diretamente tanto o setor público como o privado, alavancando o PIB e consequentemente o rendimento per capita, e, por essa via, a redução efetiva da pobreza na nossa sub-região”, frisou.

Luís Barros foi terça-feira, 22, apresentado pelo Governo de Cabo Verde (representado pelo Ministro das Finanças, Olavo Correia) na 15ª Assembleia Geral do BIDC que decorreu em Abuja (Nigéria), tendo sido eleito como administrador.

O novo administrador do Banco de Investimento e Desenvolvimento da CEDEAO (BIDC), que reside nos Estados Unidos da América, é doutorando na Universidade de Pensilvânia, EUA, desde 2016, acumula uma experiência de quase três décadas em ramos de empreendedorismo e investimentos.

Luís Barros é também, Mestrado em Gestão de Empresas pela Escola de Gestão da MIT Sloan School, EUA, em 1999, e Licenciado em Gestão de Empresas pela Universidade de Gestão de Universidade de Massachusetts’ Isenberg School, EUA, em 1989.

PC/FP

Inforpress/Fim

 

 

 

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos