Nova líder do GP do MpD promete contribuir para melhoria da performance do parlamento cabo-verdiano

Cidade da Praia, 06 Jan (Inforpress) – A deputada Joana Rosa que foi hoje confirmada, através das eleições, como nova líder do grupo parlamentar do MpD promete contribuir para a melhoria da performance e da imagem externa do parlamento cabo-verdiano.

Joana Rosa que substitui no cargo o deputado Rui Figueiredo Soares, que vai para o Governo, adiantou que nos próximos dias estará a apresentar ao grupo parlamentar um plano estratégico onde constará a nova forma de actuação do MpD enquanto partido com responsabilidade governativa.

“Vamos é na verdade contribuir para que o parlamento possa melhorar a sua performance, para que possa melhorar a imagem externa também, e por via disso, os deputados, todo o debate e tudo quanto se desenrola no parlamento terá de conhecer algumas alterações”, anunciou.

A nova líder do grupo que sustenta o Governo falou concretamente de algumas mudanças de comportamentos, formas de se fazer o debate e também a nível da postura de alguns debates por forma a garantir essa melhoria da imagem do parlamento.

Enquanto líder parlamentar terá, ela mesma, de ter uma postura diferente, já que, segundo afirmou, a responsabilidade de guiar um grupo parlamentar exigirá outra forma de actuar.

“Tenho de liderar, congregar, buscar consensos e estarei pronta, na linha de frente em busca de consensos. De modo que podem contar com a Joana Rosa com a sua maneira de ser sim, mas um pouco diferente. A função de deputada exigia de mim às vezes intervenções um pouco mais agudas, mas hoje a situação é diferente”, sustentou.

Atenção especial vai ser dada às matérias que exigem a maioria qualificada de dois terços e que exigem articulação e consensos de base alargada.

Já nos próximos dias adianta que vai enviar uma nota aos partidos da oposição, o PAICV e a UCID, a comunicar a disponibilidade do grupo parlamentar do MpD em sentar-se à mesa e negociar questões importantes e assim fazer a democracia funcionar da melhor forma.

Joana Rosa considera que a sua experiência a nível do Parlamento e o seu percurso activo de militância partidária desde os anos 90, lhe dá base para saber suportar a governação, defender os interesses das populações e garantir o bem-estar social dos cabo-verdianos.

Foi eleita líder do grupo parlamentar com 28 votos a favor, três contra e uma abstenção na ausência de oito deputados que se encontram fora da ilha de Santiago. Vai ser coadjuvada pelos vice-presidentes Armindo da Luz, Maria Celeste Fonseca, Alcides de Pina e Luís Alves.

A eleição aconteceu na presença do primeiro-ministro e presidente do partido, Ulisses Correia e Silva, que considerou que o resultado dessa votação representa confiança política, coesão e união no seio do grupo.

Ulisses Correia e Silva deixou uma palavra de apreço à direcção cessante e fez referência a algumas iniciativas legislativas que na sua perspectiva são “muito importantes” e devem ser colocadas na agenda parlamentar como são os casos da revisão do código eleitoral, estatuto especial para cidade da Praia e o pacote de reformas.

MJB/ZS

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos