Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Nova embaixadora em Cuba promete colocar toda sabedoria e competência ao serviço das novas funções

Cidade da Praia, 02 Jun (Inforpress) – A nova embaixadora de Cabo Verde em Cuba, Edna Barreto, prometeu hoje na cerimónia de empossamento, na Cidade da Praia, corresponder a esta confiança colocando toda a sabedoria e competência ao serviço dessas novas funções.

“É um privilégio ser embaixadora num país parceiro de Cabo Verde desde a primeira hora, um parceiro útil, especialmente no quadro da cooperação sul-sul. Com o advento da independência nacional, em Julho de 1975, Cabo verde e Cuba estabeleceram relações diplomáticas e a partir desta altura deu-se início a uma sólida cooperação bilateral e a um diálogo político profícuo”, disse a diplomata.

Desde então, continuou, houve “um sem número” de visitas oficiais, ao mais alto nível de e para Cuba e assinaram-se vários instrumentos jurídicos, sectoriais consubstanciando as excelentes relações de amizade e cooperação existentes entre os dois países.

Ainda nas suas declarações, Edna Barreto ressaltou que hoje o mundo mudou, que o clima internacional é outro, que se vive num mundo cada vez mais globalizado e que as realidades cubanas e cabo-verdianas também são outras.

“Cabo Verde passou a fazer parte do grupo de países de rendimento médio, daí que seja legítimo aspirar a um relacionamento entre os dois países também para guardar o salto qualitativo e evoluir para outros patamares, sobretudo assentar-se em outros paradigmas e perspectivar o papel desta cooperação na implementação da agenda 2030. Esta será a minha missão”, completou.

Finalizando, a diplomata frisou que assume esse desafio com “grande determinação” para executar as directrizes da política externa determinadas pelo Governo de Cabo Verde.

Por seu turno, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, Rui Figueiredo Soares, ressaltou que representar Cabo Verde em Cuba é também uma “missão especial” nestes tempos de pandemia, tempos marcados por incertezas globais.

“Nós conhecíamos as globalidades das relações, o mundo cada vez mais globalizado e agora temos um mundo globalizado por esta pandemia. Temos de reinventar também a própria diplomacia que agora está em primeiro lugar ao serviço da saúde das pessoas, ao serviço da recuperação da economia sempre de olhos postos na qualidade de vida das pessoas”, acrescentou.

O Governo, disse Rui Figueiredo Soares, está certo de que a missão de Edna Barreto em Cuba “será coroada de êxito”.

“Temos a certeza também e peço que transmita às autoridades cubanas de que nestes desafios Cuba continuará como sempre a prestar auxílio assistência a Cabo Verde neste momento de muitas dificuldades por que passa o mundo inteiro, pode contar também que Cabo Verde irá tudo fazer para estreitar ainda mais, se for possível, as relações com Cuba”, frisou.

GSF/HF

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos