NOSi perspectiva que a parceira com a Universidade Nova de Lisboa e STEM vai potenciar a indústria 4.0 em Cabo Verde

Cidade da Praia, 25 Nov (Inforpress) – O PCA do NOSi considerou hoje que a parceria com a Universidade Nova de Lisboa e a startup cabo-verdiana STEM vai potenciar a indústria de dados e permitir a criação do Centro de Investigação e Desenvolvimento em Cabo Verde.

O presidente do conselho de administração (PCA) do Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSi), Carlos Pina, fez estas considerações à imprensa, à margem da cerimónia de assinatura do memorando de cooperação entre o NOSi, a Science, Technology, Engeneering and Mathematics R&D&I Center (STEM) e a Associação para o Desenvolvimento da NOVA Information Management School (AD NOVA IMS), realizada hoje na cidade da Praia.

“Hoje formalizamos o protocolo, mas há cerca de um ano e meio que temos vindo a cooperar e a Nova e a STEM estiveram aqui no NOSi, capacitaram cerca de duas dezenas de colaboradores, na área de business intelligence e hoje por exemplo o NOSi apresenta soluções de business intelligence muito melhor do que há um ano atrás”, referiu.

De acordo com este responsável, esta parceria abre várias oportunidades para Cabo Verde, salientando que a mais valia deste protocolo visa potenciar a indústria dos dados em Cabo Verde, lembrando que a Universidade Nova de Lisboa é uma instituição de ensino e de investigação portuguesa que lidera a nível mundial o ranking de gestão de conhecimento e soluções de business interno.

“E, por outro lado, temos uma startup cabo-verdiana, a STEM, que está orientada para esta área de indústria 4.0 e que nós queremos alavancar e associar isto ao Nosi, a empresa tecnológica do Estado que lidera a transformação tecnológica do país e que tem a responsabilidade de toda a governação digital”, acrescentou.

Disse, por outro lado, que esta parceria irá ajudar na criação de um Centro de Investigação e Desenvolvimento no âmbito do projecto NOSi Academia, que, por sua vez recordou, tem desenvolvido várias acções nos últimos tempos.

Por seu turno, o responsável da startup nacional STEM, Júlio Delgado, realçou que esta iniciativa visa promover a transformação digital em Cabo Verde e procura encontrar um ponto de intercecção que traga vantagens para as partes envolvidas no processo.

“Neste memorando, a nossa responsabilidade será a de liderar toda a equipa que vai, através de um plano de actividade, realizar as acções definidas”, asseverou.

O acto contou com a presença dos responsáveis do NOSi e da STEM e do representante da Associação para o Desenvolvimento da NOVA Information Management School (AD NOVA IMS), Miguel Neto da Universidade Nova de Lisboa, que participou através de videoconferência.

CM/ZS

Inforpress/Fim.

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos