Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Navio hidrográfico português chega a Cabo Verde com doações e missão de cooperação

Cidade da Praia, 12 Jan (Inforpress) – O navio hidrográfico “Almirante Gago Coutinho” é esperado na quarta-feira em São Vicente para uma missão de cooperação bilateral no âmbito da Iniciativa Mar Aberto, transportando ainda milhares de máscaras de protecção e outro equipamento doado a Cabo Verde.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Embaixada de Portugal em Cabo Verde refere que o navio deverá atracar no Porto Grande, no Mindelo, de 13 a 16 de Janeiro, seguindo depois para o Porto da Praia, com chegada prevista em 01 de Fevereiro.

Na Praia, a guarnição do navio vai entregar vários equipamentos militares doados pela Marinha Portuguesa aos Fuzileiros Navais da Guarda Nacional, assim como 10.000 máscaras de protecção individual à covid-19 às Forças Armadas de Cabo Verde, por parte do Ministério da Defesa Nacional de Portugal, no âmbito do Acordo de Cooperação no Domínio da Defesa.

A bordo do navio seguem ainda, para entrega na Praia, diverso material doado por várias entidades e instituições portuguesas, como material para salas de aula, oriundo da Rede Intermunicipal de Cooperação para o Desenvolvimento (RICD), para escolas de Cabo Verde, bem como roupas, calçado e diversos artigos de solidariedade doados pela Associação Pétalas d’Ideias e material diverso do instituto Camões, fornecido em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian.

A missão do navio hidrográfico “Almirante Gago Coutinho” no arquipélago implica o “levantamento topo-hidrográfico em diversos pontos de Cabo Verde, tendo em vista a actualização do fólio cartográfico”.

O navio português participará também no projeto “UNTIeD – Unlocking the mega Tsunami Deadlock”, relativo ao estudo da geração de maremotos e que recolherá dados científicos de correntometria de oportunidade, tendo em vista contribuir para outros projetos (projeto “MELOA – drifter WAVY Ocean” e “Global Drifter Program da NOAA”), lê-se no comunicado.

Durante a presença em Cabo Verde, o navio irá ainda assegurar a “colheita de amostras de água superficial para análise de microplásticos, no âmbito do projeto “Volta ao Mundo Sagres 2020-FA”.

O “Almirante Gago Coutinho” é um navio hidro-oceanográfico que está equipado, entre outros meios, com sistemas sondadores multifeixe e perfilador acústico de corrente, possuindo ainda capacidade de projecção de uma lancha hidrográfica, também equipada com um sistema sondador multifeixe.

O navio largou da Base Naval de Lisboa, de modo a cumprir a quarentena médico-sanitária, em 31 de Dezembro, é comandado pelo Capitão-de-fragata Francisco Calisto de Almeida, possuindo uma guarnição de 52 militares, incluindo uma equipa técnica do Instituto Hidrográfico, uma equipa médica, uma equipa do pelotão de abordagem do Corpo de Fuzileiros e uma equipa de mergulhadores.

As missões Mar Aberto têm sido desenvolvidas desde 2008 e contextualizam-se na cooperação técnico-militar, com os países da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa, materializando parte dos acordos de cooperação de defesa e fiscalização, de vigilância conjunta, segurança marítima e actividades científicas.

Inforpress/Lusa

Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos