Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Navio hidro-oceanográfico português conclui missão em Cabo Verde com acções de formação e treino

Mindelo, 21 Jan (Inforpress) – O navio hidro-oceanográfico português Almirante Gago Coutinho promoveu um conjunto de acções de formação e treino no quadro do apoio às acções de cooperação no domínio da Defesa entre Cabo Verde e Portugal.

O navio esteve durante três dias atracado no Porto Grande de São Vicente, no âmbito da Iniciativa Mar Aberto 20.2, e as acções de formação abarcaram áreas como hidrografia, oceanografia, limitação de avarias, segurança marítima e assistência na área da saúde.

Segundo o adido de Defesa junto da Embaixada de Portugal, Vítor Manuel Branco, a estada do navio foi ainda aproveitada para a realização de levantamentos hidrográficos na área portuária, por parte da equipa da brigada hidrográfica destacada para missão, com recurso ao sistema de sondagem multi-feixe instalado na embarcação de sondagem “Mergulhão”.

Na mesma ocasião procedeu-se à oferta de cartas náuticas actualizadas do arquipélago ao presidente do Instituto do Mar da (IMAR), ao comandante da Guarda Costeira e ao comandante de Porto, tendo sido ainda realizada uma doacção de material diverso ao Centro de Língua Portuguesa do Mindelo, oriundo da Fundação Calouste Gulbenkian.

Procedeu-se ainda, segundo a mesma fonte, a entrega de exemplares do livro “Resumo da Década dos Oceanos” para Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI).

O navio, que partiu de São Vicente no dia 16, para a realização levantamentos hidrográficos em áreas de interesse de Cabo Verde, conta com a participação de um oficial da Marinha cabo-verdiana.

As missões Mar Aberto têm sido desenvolvidas desde 2008 e contextualizam-se na cooperação técnico-militar, com os países da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), materializando parte dos acordos de cooperação de defesa e fiscalização, de vigilância conjunta, segurança marítima e actividades científicas.

O navio Almirante Gago Coutinho, comandado pelo capitão-de-fragata Francisco Calisto de Almeida, possui uma guarnição de 52 militares, em que se inclui uma equipa médica, uma equipa de fuzileiros do pelotão de abordagem do corpo de fuzileiros, uma equipa de mergulhadores sapadores e ainda uma equipa da brigada hidrográfica.

AA/DR

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos