Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Navio ESER deixa Porto da Praia três anos após arresto por apreensão de droga (ACTUALIZADA)

Mindelo, 14 Jan (Inforpress) – O navio cargueiro ESER, imobilizado há cerca de três anos no Porto da Praia, na sequência de arresto por apreensão de droga, deixou aquele porto na quinta-feira, 13, informou hoje a Enapor, Portos de Cabo Verde. 

De acordo com a mesma fonte, o navio foi apreendido a 31 de Janeiro de 2019 e durante este período o Porto da Praia enfrentou “enormes dificuldades” na prestação de serviços aos navios, “acumulando prejuízos e alguns constrangimentos” na gestão do cais internacional, que ficou limitado. 

O navio ESER foi surpreendido com dez toneladas de cocaína a bordo, quando fez uma escala técnica obrigatória para reportar o falecimento de um dos 13 tripulantes russos. 

Foi a maior apreensão de estupefacientes em Cabo Verde, mas a operação foi toda ela monitorada pelo MAOC-CV, que forneceu os dados da embarcação com bandeira do Panamá, que sairá daquele país da América latina com destino a Marrocos. 

Os 12 russos foram detidos, mas um deles faleceu na cadeia de São Martinho. 

Os 11 restantes foram julgados e condenados a dez e 12 anos de prisão e o ESER confiscado a favor do Estado, que viria a alienar a embarcação. 

Uma fonte da Enapor disse à Inforpress que o navio ESER deixou o Porto da Praia rumo a Dakar (Senegal) e que o seu novo agente é a empresa Navex, pertencente ao grupo ETE.

Entretanto, apesar dos esforços, não conseguimos apurar o valor pelo qual a embarcação foi cedida pelo Estado de Cabo Verde.

O navio ESER tem 99,29 metros de comprimento, 14 de largura e dispõe de um porão corrido com capacidade para transportar 194.000 cbf de carga seca a granel/contentores.  

Foi construído na Alemanha, em 1984, com motor principal da marca MWM em linha com seis cilindros. 

AA/GSF/MJB 

Inforpress/Fim 

(Foram acrescentados o 7º e o 8º parágrafos)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos