Navio Escola Sagres escala porto da Praia na sua quarta viagem de circum-navegação (c/video)

Cidade da Praia, 19 Jan (Inforpress) – O navio-escola Sagres, de Portugal, encontra-se atracado no Porto da Praia na sua quarta viagem de circum-navegação, no quadro do programa das comemorações do V Centenário da Circum-navegação de Fernão de Magalhães” em que deve aportar 19 países.

O navio-escola, segundo o seu comandante, António Maurício Camilo, vai ligar as 12 cidades da Rede Mundial de Cidades Magalhânicas e as cidades da diáspora portuguesa, como Cidade da Praia (Cabo Verde), Rio de Janeiro  (Brasil),  Cidade do Cabo  (África do Sul),  Maputo (Moçambique),  Díli (Timor-Leste) e Honolulu e Hawaii (EUA) e chega a Cidade da Praia depois de uma segunda escala em Tenerife (Espanha).

Nesta sua missão 2020, o navio-escola Sagres, que iniciou esta viagem a 5 de Janeiro, em Lisboa, para logo de seguida aportar Espanha, donde partiu para chegar ao porto da Praia, onde fica até quarta-feira, 22, tem feito uma viagem na sua maior parte a vela, mas também a motor, “com normalidade, ventos de feição e o mar a ajudar”.

Ao longo dos 23 portos que o navio vai aportar, a tripulação vai passar a mensagem das comemorações de forma a mostrar que a viagem de Fernão de Magalhães “acabou por ajudar a perceber que planeta e o mar é um só que liga todos os continentes” e do espírito olímpico, sendo que, no Porto da Praia, o navio vai estar aberto para visitas do público e guiadas para escolas da ilha de Santiago,

Seguem-se países como Brasil, Uruguai, Argentina, África do Sul, Moçambique, Ilhas Maurícias, Singapura, Indonésia, Filipinas, China, Japão, Estados Unidos da América, Polinésia Francesa, Chile, Perú e Colômbia, para, a 10 de Janeiro de 2021, terminar a missão em Lisboa.

O capitão-de-fragata António Maurício Camilo avançou à Inforpress e à RTP – África que nesta viagem de circum-navegação o navio escola tem ainda a missão de assegurar a formação marinheira aos cadetes da Escola Naval portugeusa, de forma a completar a componente técnica e académica da sua formação com treino de mar.

Com uma guarnição fixa de 142 pessoas, segundo explicou Camilo, o navio-escola Sagres, que representa Portugal e a Marinha Portuguesa no estrangeiro, na qualidade de Embaixada Itinerante, vai estar no alto mar e marcará presença  nos Jogos Olímpicos de Tóquio’2020, onde vai desempenhar o papel da Casa de Portugal, durante o período inicial dos Jogos Olímpicos, em colaboração com o Comité Olímpico Português.

Ao longo da viagem, o navio-escola Sagres vai realizar um conjunto de projectos científicos ligados ao estudo da presença de micro-plástico na água, de forma a medir a saúde da atmosfera e dos oceanos, na perspectiva de melhorar o conhecimento dos oceanos, ao mesmo tempo que vai embarcar um conjunto de militares de outras marinhas, incluindo de Cabo Verde e de jovens cientistas e investigadores de várias nacionalidades.

A participação nas Comemorações dos 500 anos da descoberta do Estreito de Magalhães, em Punta Arenas, Chile,  de 18 a 23 de Outubro, foi referenciada pelo comandante como outros dos “pontos altos” desta navegação, ao qual se segue uma náutica em companhia com o navio ESPS Juan Sebastian Elcano, durante um período da viagem.

Fernão de Magalhães é referenciado como “o mais conhecido navegador da história universal”, tendo o seu nome ligado a uma façanha inédita que foi a circum-navegação do globo terrestre, iniciada a 20 de Setembro de 1519 e concluída por Juan sebastian Elcano em 1522

 

SR/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos