Nações Unidas vai disponibilizar 18 milhões de dólares a Cabo Verde em 2021

Cidade da Praia, 12 Fev (Inforpress) – O Sistema das Nações Unidas vai disponibilizar ao País 18 milhões de dólares, no âmbito do Plano Anual de Trabalho 2021, tendo como prioridade apoiar no processo de vacinação e nas acções de contenção da pandemia da covid-19.  

A informação foi avançada pela coordenadora residente do Sistema das Nações Unidas em Cabo Verde, Ana Graça, á margem do workshop Nacional de elaboração do Plano de Trabalho Conjunto (JWP) de 2021, que acontece no âmbito da implementação do Quadro de Cooperação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável 2018-2022 (United Nations Sustainable Development Cooperation Framework – UNSDCF).  

“Já temos disponível 18 milhões de dólares para o ano de 2021, já agora em Fevereiro, e com certeza iremos mobiliar mais recursos, parcerias ao longo do ano. Penso que o desafio maior é conseguirmos implementar e executar o Plano de Trabalho, não só em termos da execução total, mas também com qualidade e proximidade técnica que temos com o Governo de Cabo Verde, sociedade civil e os nossos principais parceiros”, assegurou.  

Ana Graça adiantou que neste momento a maior ênfase em termos orçamentais está no pilar da prosperidade e do crescimento económico inclusivo, ou seja, tudo que tem a ver com a questão do emprego, empregabilidade, da criação de oportunidades e diversificação da económica ao nível local.  

Segundo a responsável, a prioridade deste plano tem a ver com o apoio na preparação e implementação da campanha de vacinação bem como tudo aquilo que tem a ver com a contenção da pandemia da covid-19, sendo que é preciso continuar a fortalecer o sistema de saúde a nível do diagnóstico, rastreiro e contactos para conter e termina de uma forma mais rápida com o vírus.  

Por outro lado, defendeu que é preciso continuar com a medidas e acções para mitigar os efeitos da crise, dando uma especial atenção aos grupos mais vulneráveis, a questão da transformação e crescimento económico inclusivo, sempre em resposta a crise que o país atravessa, que tem tido impactos muitos sérios na vida das pessoas a nível da saúde, económico e social.  

“Saúde, vacinação e continuar o apoio nas áreas da protecção social, apoiar as famílias com um rendimento a extensão da cobertura da protecção social, mas também em termos de criação e oportunidades de emprego e reutilização de oportunidades de negócios para serem adaptados a pandemia e uma forte aposta no desenvolvimento do capital humano são as prioridades para este ano”, apontou.  

Por seu turno, o director Nacional do Planeamento, Gilson Pina, adiantou que o objectivo para este ano é continuar com o trabalho feito atá a agora, mas focado numa nova alavanca do Cabo Verde ambição 2020/30, ou seja, alinhar as áreas de actuação das Nações Unidas com as metas traçadas por Cabo Verde para o processo de desenvolvimento sustentável.  

“O capital humano para Cabo Verde poderá ser a excelência em termos de actuaçao no desenvolvimento dos factores, queremos continuar a reforçar a importância do turismo no país e diversificar a nossa economia apostando em outros sectores como a economia azul, digital, tentar transformar Cabo Verde num país verde”, apontou.  

Gilson de Pina que considerou que o sector da saúde está no centro e ancorado ao desenvolvimento do capital humano, assegurou que o Governo vai continuar a dar uma atenção especial a este sector não só para o país sair e ganhar a luta contra a covid-19, mas também para aproveitar os desafios encontrados perante a pandemia.  

A elaboração do Joint Work Plan – JWP é um processo participativo, realizado anualmente por todas as Agência das Nações Unidas e parceiros nacionais, tendo como foco principal a consolidação da planificação estratégica conjunta, em resposta às prioridades nacionais, a concretização da Agenda 2030 e dos ODS.  

AV/DR 

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos