Nações Unidas enaltecem importância de Cabo Verde “continuar a pôr as pessoas, no centro da sua acção”

Cidade da Praia, 26 Out (Inforpress) – A coordenadora residente das Nações Unidas enalteceu hoje a importância de Cabo Verde “continuar a pôr as pessoas, principalmente os mais vulneráveis no centro da sua acção”, numa altura em que o mundo atravessa um momento de crise.

Numa altura em que as Nações Unidas comemoram os 77 anos da sua criação, Ana Graça referiu que esta crise “muito grave que o mundo está a atravessar afecta também Cabo Verde”, razão pela qual realçou que os mais vulneráveis têm de estar no centro das atenções nos próximos anos.

Ao mesmo tempo, sublinhou, está-se a trabalhar para uma economia promotora da transição energética, do meio ambiente saudável e com instrumento de governação de proximidade das pessoas do poder de decisão mais fortes.

Ana Graça fez questão de ressaltar que as Nações Unidas têm estado a acompanhar o desenvolvimento de Cabo Verde desde independência, com marcas nos grandes saltos que o país tem dado e nos quais as NU contribuíram, sobretudo na graduação como país de renda média baixa.

“Temos estado sempre de uma forma muito próxima…. com muito respeito e com muita proximidade a trabalhar com Cabo Verde, para Cabo Verde, seja aqui no país, seja no plano internacional e regional para mostrar, também, as boas práticas de Cabo Verde”, detalhou.

Considerando que não é um sonho impossível, mas sim possível Cabo Verde erradicar a pobreza extrema, Ana Graça disse acreditar que “se não for uma erradicação total, será muito próxima da erradicação da pobreza extrema”, esclarecendo que ambição das Nações Unidas para Cabo Verde é ver este país “mais inclusivo, verde como hoje, azul como o dia-a-dia e próspero”.

A coordenadora residente, que está no final da sua missão ao arquipélago, e que hoje recebeu a visita do Presidente da República, José Maria Neves, enalteceu a colaboração de todas as agências das Nações Unidas no país, organização na qual o chefe de Estado considerou de muito importante no pensamento estratégico de um pequeno estado insular como Cabo Verde.

SR/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos