Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Música: Rapper Derrik já tem lançado no youtube e soundcloud seu primeiro EP denominado “Kuraçon di Ghetto”

Cidade da Praia, 17 Jul (Inforpress) – O jovem rapper cabo-verdiano Derrik já tem lançado, deste 13 de Julho, nas plataformas digitais youtube e soundcloud, o seu primeiro Extended Play (EP), com sete faixas musicais, denominado “Kuraçon di Ghetto”.

EP é uma gravação em disco de vinil ou Compact Disk (CD) que possui entre quatro a sete faixas, considerada longa demais para ser um single e muito curta para ser um álbum musical.

Em declarações à Inforpress, este jovem nascido na Zona de Dinós, Achada Santo António, avançou que tem agendado, para breve, um espectáculo de apresentação na Praça de Dinos, em Achada Santo António.

Conforme esclareceu, este trabalho, que tem como ritmos predominantes o hip-hop e o rap é produzido por Busta Pro e conta com a participação de Dani di Dedé (3D), com  a introdução de alguns “beats” (batidas).

Sobre o título deste trabalho, “Kuraçon di Ghetto”, esclareceu que relata os problemas do quotidiano dos bairros (ghetto), principalmente das classes mais desfavorecidas da sociedade.
Derrik começou a dar os primeiros passos na música, em 2013, lançado pelo produtor Busta Pro e pelo conceituado rapper cabo-verdiano Mito Kaskas, todos da zona de Dinós, em Achada Santo António.

No mesmo ano, participou no álbum “Diplomata”, de Mito Kaskas, e lançou dois vídeo-clipes, “Korri Korri” e “Kuzé ki nu sta Guerra”.

Numa recente entrevista à Inforpress, quando questionado a fazer uma avaliação do rap em Cabo Verde, disse que actualmente está a ter uma boa “abertura”, uma vez que este género musical tem sido “bem aceite” num panorama musical onde tem nascido cada vez mais novos talentos.

Como fonte de inspiração, Derrik revelou que as suas rimas normalmente nascem quando está sozinho no quarto ou à beira de mar, mas também de artistas que tem como referência Mito Kaskas e Dani di Dedé (3D), assim como os rappers Joe Cvp e Ghoya.

O jovem faz uma avaliação positiva do rap cabo-verdiano, uma vez que este género musical está a ter uma boa “abertura” e a ser bem aceite no panorama musical onde tem surgido cada vez mais novos talentos.

“Por isso, deixo uma mensagem de humildade e positividade a todos os rappers cabo-verdianos”, concluiu.

OM/ZS
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos