Município da Praia recebe uma ambulância do Japão no valor 62 mil euros (c/áudio)

Cidade da Praia, 16 Abr (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, recebeu hoje das mãos do embaixador do Japão em Cabo Verde, Tatsuo Arai, uma ambulância no valor de 62 mil euros.

Esta doação, segundo o diplomata nipónico, que reside no Senegal e está de visita oficial a Cabo Verde, no quadro das relações de cooperação entre os dois países, é fruto da assinatura do contrato de subvenção ao abrigo do Programa de Assistência aos Projectos Locais (APL), que aconteceu em Outubro de 2018.

Com esta oferta, disse, o Japão quis apoiar os esforços da Cidade da Praia, “disposta a fornecer aos seus cidadãos meios para melhor cuidarem dos pacientes, especialmente em situações de emergência”.

Conforme disse, esta não é a primeira vez que o Japão concede financiamentos para o município da Praia, pois, em 2013, recordou, fizeram uma doação de cerca de 91 mil euros para o “Projecto de melhoria da Recolha de Resíduos na Cidade da Praia”.

Ainda em 2015, continuou, fornecerem aproximadamente 82.700 euros para o “Projecto de Fortalecimento do Sistema de colecta de lixo na periferia da Cidade da Praia”.

“Gostaria de saudar calorosamente a sua dedicação ao serviço do povo da Praia e os esforços contínuos do seu Conselho Municipal para garantir boas condições de vida. As doações anteriores e actuais atestam a eficácia com que os seus serviços gerenciam os financiamentos disponibilizados para eles”, disse o diplomata à edilidade praiense.

O diplomata apelou à autarquia e aos parceiros para fazerem o “bom uso” desta ambulância, de modo que permaneça durante muito tempo o “símbolo da solidariedade activa entre os dois países”.

Por sua vez, em resposta, o autarca da Praia, Óscar Santos, afirmou que esta doação vem reforçar a capacidade do município em desempenhar a sua função no domínio da segurança urbana, para que em situações de emergência possa estar preparado a dar respostas.

“Em situação emergência, a câmara municipal tem que ter capacidade de dar respostas às vítimas e com esse equipamento adicional, perfazem três ambulâncias que o município dispõe. Embora ainda não tenhamos uma capacidade óptima, mas podemos considera-la razoável”, disse o edil, que deu a garantia de que farão o “bom uso” dos equipamentos.

AM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos