Mundial’2018: “É imperativo Cabo Verde jogar bem e trabalhar no limite para vencer África do Sul” – Lúcio Antunes

 

Cidade da Praia, 31 Ago. (Inforpress) – A selecção nacional realizou esta manhã o seu último treino para a recepção, sexta-feira, a África do Sul, tendo o seleccionador considerado “imperativo Cabo Verde jogar bem e trabalhar no limite”, para conseguir uma vitória e relançar-se na corrida.

Na sua antevisão ao jogo, logo após o término da última sessão dos trabalhos com os 21 futebolistas, Lúcio Antunes ressalvou à Inforpress e RDP África que tem reinado um “bom espírito da equipa” ao longo dos “quatro dias de trabalho intenso” e que a equipa técnica teve a preocupação de gerir o aspecto físico, técnico-táctico, bem com o aspecto mental.

Lúcio Antunes considera que a equipa está bem preparada e confiante em fazer um bom jogo, sublinhando, mesmo, que tudo está em ordem e que apesar de algumas alterações na convocatória, marcada pelas ausências de quatro convocados, “é imperativo Cabo Verde jogar bem e trabalhar no limite”, e “se conseguir a vitória, melhor ainda”.

É que para o timoneiro cabo-verdiano, uma vitória caseira permitirá a Cabo Verde manter na corrida ao primeiro lugar, que poderá dar acesso ao Mundial, razão pela qual promete fazer tudo “em casa para conseguir uma vitória”.

Alerta, entretanto, que espera encontrar uma África do Sul “muito forte e muito experiente”, “com muitos jogadores jovens que jogam no campeonato interno da África do Sul”, ressalvando que nos últimos oito jogos os sul-africanos perderam uma única partida, sendo que nas últimas cinco partidas tiveram um saldo “bem positivo” de quatro vitórias e um empate.

A título de exemplo, destacou que os Bafana-Bafana se afiguram como uma equipa “forte”, que vêm de vitórias moralizadoras diante de equipas conceituadas como a Nigéria e Senegal, mas que vão encontrar uma selecção cabo-verdiana à altura das responsabilidades do arquipélago.

Para isto, acredita Antunes que Cabo Verde sobe ao relvado esta sexta-feira com uma equipa “focada no trabalho, respeitadora do adversário, do público e pelo País, acima de tudo, com vista a diminuir o fosso existente entre as duas selecções.

O jogo Cabo Verde x África do Sul, de qualificação Africana para Mundial’2018, realiza-se às 17:30 desta sexta-feira, 1, no Estádio Nacional e vai ser dirigido por uma equipa de arbitragem liderada pelo argelino Abid Charef Mehdi.

Burkina Faso e África do Sul repartem a liderança do Grupo, com quatro pontos, seguido do Senegal com três, ao passo que Cabo Verde ainda não pontuou ao cabo de dois jogos realizados.

SR/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos