Mundial de Andebol: Selecção Nacional falha jogo deste domingo com mais dois jogadores infectados

Cidade da Praia, 17 Jan (Inforpress) – A Federação Cabo-verdiana de Andebol informa, em nota de imprensa, que a Seleccção Nacional de Andebol opta pela falta de comparência no segundo jogo do campeonato do Mundo, Egipto’21, já que mais dois jogadores acusaram positivo à covid-19.

A FCA acrescenta ainda que, com esta novas contaminações, a equipa técnica está sem alternativa, mas adianta que o objectivo da Seleção Nacional não ficará colocado em causa, visto que providenciaram “para o mais breve possível, a chegada a Cairo, cidade do Egipto, para integração na equipa principal, de mais quatro atletas de andebol vindos desde Cabo Verde e Portugal”.

A mesma fonte adianta ainda que ao entrar no território egípcio, no dia 13 de Janeiro, os quatro atletas que tinham recuperado da covid-19, em Portugal, com testes negativos, voltaram a acusar positivo na despistagem feita, no local da competição, pela organização do evento.

De imediato, prossegue, no dia 14 de Janeiro, toda a cometida foi submetida a novos testes e, enquanto aguardava pelos resultados, a equipa foi autorizada a realizar a primeira sessão de treino, às 17:00, longe dos olhares e/ou contactos com o ambiente da competição, outras selecções nacionais e comitivas.

Já no dia 15 de Janeiro, esclarece a nota, a equipa composta por 11 jogadores, depois de ter sido declarada pelas autoridades da saúde local sem qualquer caso positivo de covid-19, saiu directamente do hotel para o primeiro jogo, contra a Selecção Nacional de Hungria.

No entanto, após o jogo contra a Hungria, os 11 jogadores foram submetidos a mais um teste e, destes testes surgiram, “inexplicavelmente”, mais dois casos positivos, reduzindo a Seleção Nacional para nove elementos, que contraria o regulamento da competição onde, nenhuma equipa é permitida comparecer, no terreno do jogo, com menos de 10 atletas.

Perante a situação real, com apenas nove jogadores, a equipa técnica, sem outra alternativa, opta pela falta de comparência onde valerá à Seleção Nacional uma derrota por uma diferença de dez golos.

A Federação Cabo-verdiana de Andebol garante que tudo fará para lutar desportivamente a favor do andebol cabo-verdiano e da “equipa de todos nós”, que, pela primeira vez, está a ter a honra de participar no Campeonato Mundial da modalidade.

TC/ZS

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos