MpD lamenta erros e gralhas nos novos manuais escolares, mas defende sua manutenção no mercado

 

Cidade da Praia, 03 Out (Inforpress) – O MpD (poder) disse hoje que é de se “lamentar” que os novos manuais contenham erros e gralhas, mas garante que os mesmos não serão retirados do mercado para não colocar em causa todo o novo plano curricular.

A constatação foi feita hoje pelo secretário-geral do Movimento para Democracia (MpD), Miguel Monteiro, durante uma conferência de imprensa onde deu a conhecer a posição do seu partido sobre a polémica em volta dos novos manuais escolares, tendo reconhecido que é uma situação “indesejável” face a qual o Governo já assumiu todos os erros e que irá corrigi-los.

Na ocasião explicou que esses erros e gralhas não são novidades, uma vez que os manuais escolares existentes na anterior legislatura incluíam vários erros e sugestões, mas que em nenhum momento ouviu-se falar em substituição no mercado e nem tão pouco o Governo assumiu os erros.

“O facto de os manuais conterem erros e gralhas corrigíveis, não retira o mérito da iniciativa de dotar as crianças com manuais que introduzem novos métodos de ensino e aprendizagem de matemática que é uma disciplina onde o desempenho tem sido uma problemática”, admitiu.

Para o MpD, se os manuais forem retirados do mercado significa voltar ao sistema de ensino anterior, perder pelo menos um ano no processo de reforma, mas também manter o quadro de dificuldades de aprendizagem de matemática por parte dos alunos sobretudo aqueles com necessidades especiais.

Miguel Monteiro admitiu que houve de facto “erros básicos”, mas assegurou que os manuais não serão retirados do mercado “para não colocar em causa um novo plano curricular”.

Entretanto informou que o processo de elaboração do novo plano curricular e de manuais teve o apoio gratuito de técnicos especialistas suecos e que os custos a nível de impressão e transporte couberam ao Governo de Cabo Verde.

Miguel Monteiro garantiu que estão cientes de que as opções tomadas sobre o novo projecto educativo são as medidas necessárias que o país precisa para dotar as novas gerações de maiores competências e capacidades para vida futura.

AV/FP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos