MpD garante cumprimento de cerca de 90% dos compromissos do Governo até ao final do mandato

Cidade da Praia, 23 Mai (Inforpress) – O secretário-geral do MpD afirmou hoje que o partido está “focado na construção de um país melhor” e na “garantia de melhores condições de vida” aos cabo-verdianos, com concretização da “maioria dos compromissos” até final do mandato.

Miguel Monteiro fez estas declarações em conferência de imprensa sobre o posicionamento dos três anos de governação do Movimento para Democracia (MpD, poder), feita quarta-feira pelo primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva, realçando que durante esse período “muito já se fez” visando de proporcionar “mais qualidade de vida” à população.

Nesses três anos de mandato, prosseguiu, o Governo conseguiu implementar medidas e políticas para a promoção do aumento de rendimento das famílias cabo-verdianas, a inclusão social, a formação profissional e, até, a melhoria da segurança,  entre outras.

Entretanto, frisou que o Governo está a trabalhar para resolver os “problemas crónicos” que encontrou quando assumiu o poder, ajuntando, neste sentido, que as decisões que estão a ser tomadas tem permitido resolver os problemas, nomeadamente da CV Telecom, Cabo Verde Airlines, os transportes inter-ilhas e imprevistos dos maus anos agrícolas, entre outros.

“O Governo aumentou o rendimento médio disponível das famílias, o salário mínimo nacional, as pensões do regime não contributivo, implementou o subsidio de desemprego, instituiu o Rendimento Social de Inclusão e o programa de Inclusão Produtiva, estão a ser reabilitadas milhares de casas de famílias mais carenciadas, no âmbito do PRRA.”, indicou, apontando que foi criada a tarifa social de água e energia, que apoiará cerca 23 mil famílias.

Lembrou que no quadro das politicas para o reforço do Sistema Nacional Educativo estão a ser implementadas medidas que garantam o direito à educação, o programa de garantias e cuidados às pessoas com deficiência, pelo que o executivo, reforçou, tem feito uma “clara aposta” nos jovens e na sua formação, com “especial destaque” para a eliminação das propinas.

Segundo Miguel Monteiro, a aprovação do investimento de 200 mil contos para a vacinação de prevenção ao cancro do útero que, “infelizmente”, afecta milhares de mulheres, é também um compromisso assumido com os cabo-verdianos que está a ser concretizado.

“Mas não nos esqueçamos que estes apoios estarem a ser concretizados muito contribuiu o facto da nossa economia estar hoje a crescer cinco vezes mais do que crescia antes de o MpD chegar ao Governo”, asseverou, sublinhando que actualmente assiste-se a uma “aposta crescente” dos investidores internacionais em Cabo Verde e a “melhoria do ambiente de negócio” que, no seu entender, tem permitido atrair “mais e melhor investimento” criando “mais e melhor emprego”.

No entanto, no que se refere ao compromisso da criação de 45 mil postos de trabalho até final da legislatura, o secretário-geral do MpD lembrou que o país ficou afectado com os dois anos de mau ano agrícola e enfrentou problemas que não permitiram alcançar esta meta, salientando, entretanto, que continuam a debater para conseguir atingir “uma boa meta” na  criação de emprego.

Miguel Monteiro concluiu reiterando o “entusiasmo do MpD em construir um País melhor”, focado em melhorar a vida dos cabo-verdianos, afirmando, contudo, que o partido que sustenta o Governo tem a consciência de que “muito foi feito, mas que há ainda um caminho a percorrer”.

“A maioria dos compromissos será cumprida, não há nenhum Governo que cumpra todos os compromissos isso em nenhuma parte do mundo, quando se estabelece um programa do governo é na perspectiva de garantir uma melhoria gradual e substancial à população”, declarou, ressalvando que no final do mandato os cabo-verdianos poderão fazer a sua avaliação do desempenho do executivo.

CM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos