MpD destaca políticas implementadas pelo Governo no sector da agricultura com “ganhos substanciais”

Cidade da Praia, 09 Mar (Inforpress) – O Movimento para a Democracia (MpD, poder) destacou hoje as medidas implementadas pelo Governo no sector da agricultura, apontando um conjunto de “ganhos substanciais”.

A posição foi defendida pela líder da bancada parlamentar do MpD, Joana Rosa, à margem das jornadas parlamentares do partido, com vista à penúltima sessão parlamentar desta legislatura.

Conforme a deputada, o debate com o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, será oportunidade para mostrar que, não obstante os três anos de seca consecutivos, de 2016 a esta parte “houve ganhos substanciais” no sector.

Apontou a mobilização de mais água, não só com a construção de mais uma barragem, mas também o desassoreamento das barragens, investimentos na perfuração nos equipamentos dos furos e no sistema de drenagem de água das barragens.

“Até 2016 tínhamos 15 furos equipados, agora temos 99, portanto, são ganhos incomensuráveis a nível da agricultura”, frisou.

Segundo a líder da bancada que suporta o Governo, houve intensificação da rega gota a gota, que em 2016 era de 27 por cento (%), e em cinco anos de governação foi atingido os 41%.

Assinalou também o incentivo e subvenção a 50% dos custos na instalação dos equipamentos da rega gota a gota, o que vai permitir, segundo a deputada, chegar à meta traçada, que é de 52%.

Nesta linha, sublinhou, na agricultura, mesmo com seca, o Governo “soube implementar” o seu programa, apoiando os agricultores e em consequência a “produção agrícola aumentou” e “não houve escassez de produtos no mercado”.

Para o sector do ambiente, Joana Rosa  referiu-se a “ganhos”, não só na gestão de solos e biodiversidade, mas também na gestão do Fundo de Ambiente, que passou a ser “criteriosa, transparente e com previsibilidade”.

Quanto às perguntas ao Governo, o MpD vai questionar  sobre o Cadastro Social Único e as medidas adoptadas visando o pagamento de dívidas de água e energia às pessoas de baixa renda.

Além disso, prosseguiu, o partido vai abordar medidas do ponto de vista social, como o Rendimento Social Emergencial, que beneficiou “milhares de famílias”.

A política habitacional também esteve na agenda do Governo do MpD, segundo Joana Rosa, com “milhares de famílias” a beneficiarem da reabilitação das suas habitações, apesar dos desafios ainda neste sector.

A agenda de trabalho do parlamento terá ainda um conjunto de iniciativas legislativas para serem aprovadas, para além de perguntas ao Governo com o ministro da Família e Inclusão Social, Fernando Elísio Freire.

HR/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos