Movimento Civil Comunidades Responsáveis pede tratamento “mais humanizado” para os animais

Cidade da Praia, 29 Jun (Inforpress) – O Movimento Civil das Comunidades Responsáveis (MCCR) saiu hoje à rua na zona do Palmarejo numa marcha para pedir um tratamento mais humanizado para os animais e protestar contra a morte por electrocussão de cães na lixeira municipal.

A marcha feita por pessoas acompanhadas dos seus cães e vestidas de preto em sinal de luto aos cães que sofreram maus tratos e que foram electrocutados, teve o início na Avenida de Santiago (avenida principal do Palmarejo) e seguiu em direcção à Praça do Palmarejo, passou pela Avenida Santo Antão e pela rua da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV).

Em entrevista à Inforpress, a responsável pelo Movimento Civil das Comunidades Responsáveis (MCCR), Maria Zsuzsanna Fortes, disse que a marcha foi feita a pedido das pessoas, donos dos cães, que pedem uma mudança no tratamento dado aos cães por parte da Câmara Municipal da Praia.

“A marcha tem como objectivo demonstrar o amor pelos animais e protestar contra os maus tratos dado aos animais, a tortura a matança que temos presenciado. Já anunciamos várias vezes que não queremos os cães nas ruas. Mas, existem soluções com rosto humano e sem torturar e nem matar os animais”, disse Maria Zsuzsanna Fortes.

A mesma fonte afirmou que existem normas e guias internacionais que devem ser seguidas para controlo da população canina. Uma das quais é a castração massiva e contínua dos cães que na sua óptica é a única solução para resolver o problema de proliferação desses animais nas ruas. Também defendeu uma penalização aos donos que abandonam os seus cães, ao invés de castigar os animais.

A presidente do MCCR reiterou ainda que o movimento se demarca de qualquer partidarização e que o objectivo é criar uma consciência humana perante o ambiente, que vive uma crise mundial, e protecção dos animais para que gerações vindouras tenham um mundo melhor.

“Temos no nosso movimento membros dos dois partidos e pessoas que não são membros de nenhum partido. Somos um movimento civil de cidadãos que concordam com os nossos valores e com o trabalho de consciência humana e social perante a natureza e os animais que desenvolvemos”, arrematou.

CD/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos