Mosteiros: Câmara municipal promove acção de capacitação de horticultores em boas práticas agrícolas

São Filipe, 06 Mar (Inforpress) – O Gabinete Municipal do Empreendedorismo da Câmara Municipal dos Mosteiros promove a partir de segunda-feira, uma acção de capacitação dos horticultores locais em boas práticas agrícolas e rentabilidade das culturas.

Com financiamento do Fundo de Descentralização, a acção de capacitação dos horticultore tem a duração de 30 horas com uma componente teórica, ministrada nas instalações da autarquia, e outra prática que decorrerá nas propriedades hortícolas dos beneficiários.

Com a realização desta acção de formação, os promotores esperam que os horticultores estejam mais capacitados para planear e organizar a produção, monitorando os trabalhos necessários e aplicando os critérios de rentabilidade económica, de modo a assegurar a quantidade e a qualidade da produção, a segurança alimentar dos consumidores e a preservação do meio ambiente.

A questão de produção de plantas, transplantação, irrigação e gestão de água, os principais inimigos das culturas, organização da produção, pesticidas e ambiente e rentabilidade das culturas serão analisadas na acção de capacitação dos horticultores.

A formação dos horticultores é uma das actividades que consta do projecto financiado pelo Grão-ducado do Luxemburgo, através do Fundo de Descentralização, prevendo, igualmente, a atribuição de 50 kits de irrigação a agricultores do município dos Mosteiros.

Esta acção faz parte das actividades do plano municipal de mitigação do mau ano agrícola que a autarquia dos Mosteiros tem em andamento e que contempla, ainda, a reabilitação e a impermeabilização de, pelo menos, três grandes reservatórios de água para a rega de compensação.

No município dos Mosteiros a água de rega é gerida pela câmara municipal, sendo que o custo é de 35 escudos por metro cúbico (m3) e neste momento a disponibilidade de água é superior à demanda.

Enquanto isso, a autarquia mosteirense procede esta segunda-feira, no quadro da comemoração do Dia Internacional da Mulher, à entrega de quatro moradias reabilitadas com os serviços de energia, água e saneamento, assim como casas de banhos construídas ou reabilitadas, a famílias chefiadas por mulheres.

A reabilitação/construção de moradias enquadra-se no programa habitacional da autarquia, “Nha kaza nha grandeza” (minha casa meu orgulho).

Segundo uma nota de imprensa da autarquia dos Mosteiros, ao todo as quatro moradias reabilitadas representam um investimento de mais de três mil contos, média de 800 contos por moradia reabilitada.

Além das quatro moradias, a câmara municipal reabilitou casas de banho de seis famílias da localidade de Ribeira do Ilhéu, zona norte do município, acções que, segundo a edilidade dos Mosteiros, deixa o município perto de conseguir cumprir o sexto Objectivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), Água e Saneamento para Todos.

As intervenções na construção e reabilitação das casas de banho representam um investimento na ordem dos dois mil contos.

JR/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos